quarta-feira, 25 de novembro de 2020

[4675] O vento!... A seca!... O amor!... A saudade!...

Desconhecemos quem era o autor do postal, saudoso da sua namorada ou esposa. Mas é garantido que ainda não sabia o que o Mindelo e São Vicente (ou até outra ilha, dado que o postal, provavelmente remetido dentro de um envelope, é omisso no remetente) tinham para dar, para além do vento e da seca. O pobre, até chorou de desgosto. Resta saber se dois ou três meses depois ainda pensava da mesma maneira.


segunda-feira, 23 de novembro de 2020

[4672] Feira de Artes no Centro Cultural Norberto Tavares, em Assomada

No âmbito das comemorações do Dia do Município (que se assinala a 25 de Novembro, o Centro Cultural Norberto Tavares (CCNT), em Assomada, acolhe mais uma edição da Feira das Artes.

Oficialmente, a feira acontece a 27 e 28 (sexta e sábado), no horário entre as 10 e as 18h00, mas os artesãos encontram-se desde hoje na varanda do CCNT, já que a URDI (Feira do Artesanato e Design de Cabo Verde) acontece este ano em todas as ilhas e municípios, ao contrário de estar centrada no Mindelo, São Vicente.

O Centro Nacional de Artesanato e Design (CNAD) optou por descentralizar a URDI para permitir a criação de um circuito, tendo em vista uma interligação do público com os artesãos de todos os municípios.





terça-feira, 17 de novembro de 2020

[4669] Faleceu anteontem o professor Guilherme Chantre ("Chantrim"), figura de grande prestígio no Mindelo

Ver AQUI

Mais uma foto nossa, na imprensa cabo-verdiana, desta vez com referência à fonte. A imagem do periódico digital foi retirada do Pd'B - Ver AQUI. Apresentamos hoje o original, onde vemos o Dr. Guilherme Chantre com a esposa, D. Maria de Lourdes, numa festa de aniversário da Associação dos Antigos Alunos do Ensino Secundário de Cabo Verde (Lisboa), em 17 de Dezembro de 2000.

[4668] Presidente de Cabo Verde vai receber título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Portucalense, Porto, Portugal

 Ver AQUI

 


domingo, 8 de novembro de 2020

[4665] Livros que recentemente deram entrada na Biblioteca Cabo-Verdiana do Pd'B: "Antologia da Ficção Cabo-Verdiana Contemporânea"

Trata-se de uma produção das Edições Henriquinas - Achamento de Cabo Verde, 1960, com selecção de Baltasar Lopes, introdução de Manuel Ferreira e Comentário de António Aurélio Gonçalves, em 431 páginas. O livro foi composto e impresso na Imprensa Nacional, Praia, Cabo Verde, em Março-Maio de 1960. Também aqui, uma colecção de textos clássicos de autores das ilhas.




[4664] Livros que recentemente deram entrada na Biblioteca Cabo-Verdiana do Pd'B: "Virgens Loucas", de António Aurélio Gonçalves

É a edição primeira, de autor e de 1971. No final, a nota: 

"Composto, Impresso e Encadernado nas Oficinas da Gráfica do Mindelo, Lda.

RUA CAMÕES - ALTO MIRA MAR

S. VICENTE - CABO VERDE

[4663] Livros que recentemente deram entrada na Biblioteca Cabo-Verdiana do Pd'B: "Cabo Verde - Pequena Monografia"

Editado pela Agência-Geral do Ultramar e datado de 1966, não tem autoria. Apresenta uma pequena bibliografia de obras cabo-verdianas e ilustrações a preto e branco.


[4662] Livros que recentemente deram entrada na Biblioteca Cabo-Verdiana do Pd'B: "Contos Portugueses do Ultramar", antologia de Amândio César

Trata-se de uma edição da Portucalense Editora, de 1969. Neste 1.º volume, há contos de Cabo Verde, Guiné e São Tomé e Príncipe. Um excelente naipe de autores cabo-verdianos apresenta contos que se tornaram clássicos. Amândio César incluiu na antologia o conto "Porto Grande", de Jorge de Sena (nascido em Lisboa, em 1919), seu primeiro na área, datado de 1942. Lembremos que Sena foi cadete da Armada e que viajou no navio-escola "Sagres" até ao Brasil e África.


[4661] 1999: as duas primeiras colaborações de Joaquim Saial em jornais de Cabo Verde, no Portal das Memórias de África e do Oriente

O Portal das Memórias de África e do Oriente

O Portal das Memórias de África e do Oriente é um projecto da Fundação Portugal-África desenvolvido e mantido pela Universidade de Aveiro e pelo Centro de Estudos sobre África e do Desenvolvimento desde 1997. É um instrumento fundamental e pioneiro na tentativa de potenciar a memória histórica dos laços que unem Portugal e a Lusofonia, sendo deste modo uma ponte com o nosso passado comum na construção de um identidade colectiva aos povos de todos esses países.




[4660] Jovens brilhantes de Cabo Verde produzem pasto hidropónico

Ver AQUI



quinta-feira, 22 de outubro de 2020

[4652] Em 1864, uma maneira "inteligente" de acabar com os pobres em Cabo Verde: despachá-los para a Guiné...

[4651] Mais um artigo de Joaquim Saial no "Terra Nova" sobre a presença de militares cabo-verdianos na Grande Guerra em França

Nos dois primeiros artigos (números de Julho e Agosto/Setembro do TN), foram vistas as biografias militares de Albino dos Reis Morais, António Augusto de Paiva Lereno, António dos Santos, Carlos Eugénio Monteiro Vieira de Vasconcelos, Eduardo Bandeira de Lima Júnior e Fernando Arrobas da Silva. Eis um excerto do último artigo.



[4650] Quando no Mindelo havia uma rede alargada de consulados
























E o edifício com dois nomes onde estava a empresa para onde esta carta foi enviada, embora para uma instalação com entrada pela Hanover Street

[4649] Problemas na fábrica de sabão e detergentes de São Vicente

 Ver AQUI

segunda-feira, 28 de setembro de 2020

[4648] Um livro de Adriano Lima que todos os cabo-verdianos deveriam ter: um padóce de stóra de Portugal e de Cabverde djunte


Estimados amigos,

O livro em título, da minha autoria (edição de autor), foi lançado em S. Vicente e tê-lo-ia sido também na Praia se a Covid-19 não nos tivesse trocado as voltas. Pelo mesmo constrangimento, não se prevê, por enquanto, qualquer lançamento em Portugal. O livro conta a história das Forças Militares metropolitanas em Cabo Verde, durante o período da II Guerra Mundial, descrevendo a actividade militar desenvolvida e a interacção social das tropas com as populações.

O livro tem 240 páginas e a sua capa é a que aqui se mostra.

Para a sua aquisição, basta contactar-me por este meio que accionarei de imediato o seu envio por correio, pelo endereço postal indicado pelo interessado. O preço em Portugal é de 12 euros, portes postais incluídos. Para fora de Portugal é de 14 euros, portes postais incluídos. 

O pagamento será por transferência bancária para a seguinte conta da Caixa Geral de Depósitos:   

003502630000193140059

Porém, os residentes em Cabo Verde  que o queiram adquirir localmente  (preço de 1000 escudos cv) poderão fazê-lo por qualquer das seguintes formas:

- Contactando directamente o meu primo José Carlos Soulé (telefone 002389915472);

- No Centro Cultural do Mindelo;

- Na livraria Terra Nova, Mindelo;

- Nas livrarias "Eugénio Tavares" e "Neves Solutions", ambas na Achada de Santo António, Praia;

- Na Biblioteca Nacional de Cabo Verde, Praia.

Um abraço amigo

Adriano Lima

quinta-feira, 24 de setembro de 2020

[4645] As duas últimas obras entradas na Biblioteca Cabo-Verdiana do Praia de Bote. A segunda, com capa em mau estado mas miolo impecável

 


[4644] Os Wood, uma família que serviu Cabo Verde espiritualmente

No blogue "Esquina do Tempo" do nosso amigo Manuel Brito-Semedo, lemos a notícia triste da morte de Margaret L. Wood,  missionária nazarena que serviu nas ilhas (ver AQUI).  Como complemento, repetimos a divulgação da capa de "Vicente of Cape Verde", livro da autoria do seu esposo, J. Elton Wood, que temos na nossa biblioteca cabo-verdiana, com capa e desenhos de outra figura importante, o malogrado cabo-verdiano Renato Cardoso.

Margaret L. Wood

(Arkansas, 1.Outubro.1928 – Pawtucket, Rhode Island, 13.Setembro.2020)

Margaret, filha de Ned e Ella Little, nasceu em 1 de Outubro de 1928 em Lockesburg, Arkansas. Margaret recebeu seu chamado para o serviço missionário aos 16 anos numa reunião campal em Scottsville, Texas. Daquele momento em diante, o objetivo de sua vida era cumprir esse chamado. Formou-se na Southern Nazarene University em Bethany, Oklahoma, onde também conheceu seu marido.

Em 1952, a Igreja do Nazareno comissionou o jovem casal para o serviço missionário. Ao longo de 40 anos, serviram em Cabo Verde e no Brasil, treinando pastores, evangelistas e líderes de igrejas para o trabalho do ministério.

Margaret era conhecida como uma renomada pianista, vibrante professora da Bíblia e serva dedicada da igreja e do Deus que ela tanto amava. Margaret L. Wood deixa seu marido, Rev. Dr. J. Elton Wood, sua filha Carol Lima e marido Rev. Dr. Elizeu Lima, neta, Shayla Lima Curalov e seus filhos, os três bisnetos de Margaret – Chelsey, Celynna e Caleb Curalov, e seu neto, Pr. Shane Lima e sua esposa Alynne Lima, a quem apresentamos as nossas mais sentidas condolências na qualidade de ex-Seminarista da classe de 1971-1974.

O reverendo  J. Elton Wood, durante uma pausa para café, em reunião com outros nazarenos (é a figura da esquerda), foto de 1964 - Ver AQUI