sábado, 2 de fevereiro de 2013

[0339] Acabou o sonho! Mas outro virá! Viva a selecção nacional de Cabo Verde!




3 comentários:

  1. Praia de Bote nunca foi bairrista ou "chauvin". A prova aqui vai de um comentàrio da Comunicação Social francesa: "
    Malgré un match plus que moyen, les Black Stars ont mis fin au rêve du Cap Vert grâce à deux réalisations de Wakaso en deuxième période (2-0). Une cruelle désillusion pour Ryan Mendès et ses coéquipiers qui auront dominé ce match de la tête et des épaules.
    ***
    Eu ia dizer que jogamos melhor mas retive-me. Agora são os francêses que o dizem.
    Bravo, Tubarões! Valeu a viagem! Saiem de Cabeça levantada.

    ResponderEliminar
  2. Os ingleses chamaram-lhe "chippy game", eu digo que a grande-penalidade que deu origem ao 1ºgolo só existiu na mente do árbitro: CARGA DE OMBRO NÃO É, SEQUER, FALTA! Mas, lá, como cá, más fadas há! Os tubarões crioulos abandonam este CAN de cabeça erguida, sorriso nos lábios e a convicção do dever cumprido...Esta foi, apenas, a primeira página a prometer um "prémio nobel" muito em breve...Não perderão por esperar!

    ResponderEliminar
  3. O desempenho desta selecção numa competição internacional em que se estreava foi das surpresas futebolísticas mais agradáveis que ultimamente tive. A equipa foi sempre coesa e tecnicamente evoluída, além de brava, disciplinada e correcta no confronto com o adversário.
    A história desta eliminação fica marcada pelo penalty inventado pelo árbitro. Mas também pelo elevado desempenho mostrado pelo guarda-redes do Gana, que em dois momentos (pelo menos) fez defesas de grande dificuldade negando o golo à nossa selecção.
    Senti um grande orgulho de ser compatriota daqueles rapazes.

    ResponderEliminar