terça-feira, 22 de abril de 2014

[840] Más ága d'Maderal e amdjer e mnininha c'sês lata


1 comentário:

  1. Ali Aga !!!
    Assim diziam as mulheres que comprava-a no Madeiral e iam vender porta-a-porta. Quanto sacrificio para quase nada !
    E essa gente ia vivendo, sabe Deus com quanto sacrificio.

    Algumas vezes, nas aulas, o Dr. Aurelio Gonçalves contava ou mandàva-nos contar estôrias. As que quiséssemos. Um dia, em uma delas contou-nos uma de um homem da Boavista cuja profissão era precisamente vender as latas de àgua a clientes certos que, por qualquer motivo não podiam fazer o transporte pessoalmente. Mas, havia (4) dias em que ele se fechava em casa, não trabalhava e, quando lhe diziam "Nhô Chone, bocê ca ti ta trazê-m' quel àga?" ele respondia "hoze m' ta que corpe indsposta".
    (Estôria contada por Nhô Roque em plena aula de português)
    Viva quês gente d'otrora !!!

    ResponderEliminar