segunda-feira, 3 de novembro de 2014

[1128] Depois da paragem forçada... chocolat Pupier a saber a gente crioula! (as duas imagens iniciais são dos anos 30)

Em particular para os nossos amigos cabo-verdianos em França (Valdemar e Luís) que, segundo parece, tiritam de frio, vão uns chocolatinhos Pupier (franceses, claro, que aqui na Praia de Bote há de tudo, mas sempre com Cabo Verde por fundo!...). Deve haver em Tours mas, caso isso não aconteça, é só descer um bocadinho até Saint-Étienne... Quanto ao José, em Aveiro não há mimos destes. Fica para a próxima viagem à Gália...



 

4 comentários:

  1. Bem...Estou tão contente com o regresso do amigo Djack, que até perdôo aos franciús essa dos "indígenas negros de Cabo Verde"...
    Sê BEM-VINDO, AMIGO!
    Braça
    Zito

    ResponderEliminar
  2. Vamos fazer um tchim-tchim com um chocolate quente pelo regresso do nosso amigo. Assim associamos o agradàvel ao ùtil na medida em que o tempo està mau e precisamos de nos aquecer.
    Estive varias vezes em Saint Etienne (por volta de 1964-65) mas nunca soube da existência dessa Fàbrica que se interessa, de certo modo, pelas nossas mulatinhas.
    Bom regresso, Amigo

    ResponderEliminar
  3. Viva Djack 'de retour en force'. Mas a tenção que o chocolate....

    ResponderEliminar
  4. Junto a minha voz à saudação pelo regresso do Djack, já refeito do arreliador incómodo físico que o afastou temporariamente do nosso convívio. Quanto a essas mulatinhas, vê-se mesmo que são cabo-verdianas, embora o cenário físico atrás não seja bem o nosso.

    ResponderEliminar