quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

[1190] 23.º concurso do Praia de Bote, no dia em que será conhecido o vencedor da edição n.º 22

2 perguntas:
1 - Onde se situava esta empresa cabo-verdiana (ilha, cidade, rua)?
2 - Qual o nome completo da mesma?
Quem responder acertadamente às duas questões, receberá um ramo de acácia. E não se esqueçam: as ilud-ências apar-u-dem. O concurso estará aberto até às 24h00 de amanhã, hora de Portugal.

4 comentários:

  1. Como as "iludências aparudem", de certeza que não é a empresa de abastecimento de água do Firrim.
    Também não deve ser uma oficina de ferreiro, nem um armazém de ferro para abastecer a construção civil. Menor é a possibilidade de ser a fachada de uma mina de ferro, pois isso é coisa que nunca houve nas nossas ilhas. Pedra e pozolana há em abundância, mas ferro em Cabo Verde só no âmbito da Onomástica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atenção que o Firrim (Henrique Ferro) era o dono do "Carvalho" e quanto a água doce apenas trazia diariamente uns garrafões dela do Paul para os amigos. Relativamente ao Ferro das águas, é muito provável que houvesse parentesco mas o Firrim (o nosso amigo) era apenas armador.

      De resto, não posso dizer mais nada...

      Eliminar
  2. Falhou o meu comentàrio que devia ser o primeiro a sair mas, por razões técnicas, apareceu em outro lugar. Mesmo assim (e por isso) ponho aqui o que pensei ser: - Ferro & C° Lda. ou seja a Vascônia dos "vaporim d'aga" que atracavam no cais da Shell e, de vez enquando, no da Millers para abastecer os ingleses da Western. Aliàs, disso falei aqui hà tempos e nem peço desculpas por repetir. Ê que nem todos têm acesso às noticias sempre e os mais novos passarão a saber dessa estorinha da Vascônia da àgua do Tarrafal de Monte Trigo e das vendedeiras com as suas latinhas. (Atenção: nada a ver com as de "9 horas"...).

    ResponderEliminar
  3. Lembrança das latas e das latinhas e bidons:

    - latinha de mentulatum = para ciré
    - latinha de Capstan = caneca para café
    ou
    - caniquinha pa grogue
    ou ainda
    - pa esmola p'amor de Deus
    (tempe d'caniquinha)
    - lata de pitrol (20 ls) = àgua de Vasconia
    (ou de Madeiral ou ainda do Telegraph)
    - para feitura de chuveiros, e
    - também = para "9 horas" (pa Caizim)

    Finalmente

    - Tambor ou bidom = para encomenda
    (de Merca e/ou [mais tarde] Oropa.
    Pelo menos este funciona ainda (Graças
    a Deus)

    ResponderEliminar