segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

[1297] Mindelense vence e isola-se na liderança Os golos de Tatá, Latche e Dukinha ditaram o triunfo sobre o Salamansa.

Ver AQUI

4 comentários:

  1. Vou pedir a uma das cantoras que gosto de ouvir (Fafà de Belem) para cantar "Vermelhão".
    Fico de fora a ver porque, como bom castilhanho, so sou Mindelense quando joga com os de fora.
    Boa !!!

    ResponderEliminar
  2. Acabado de receber um mail do Luiz Silva sobre esta notícia, respondi.lhe assim:

    Olho para estes rapazes e sinto que a diferença que os separa do Eduardo Fula e outros da sua geração é nenhuma ou é tudo, pois o tempo não passa de uma mera construção da nossa mente, ou por outras palavras, não passa de uma firme e persistente ilusão, como disse Albert Einstein. Olho para estes rapazes e transporto-me aos meus 6 aninhos em que o meu pai me punha um boné de cabedal na cabeça e me levava pela mão ao estádio da Fontinha. No campo pelado de então corria a figura majestática e sublime do Eduardo Fula, e hoje no mesmo campo, agora relvado, estão seus bisnetos, com a mesma pose herdada, o mesmo embevecimento no olhar e o mesmo denodo para honrar a camisola do Mindelense. Só a cor do relvado assinala que algo fluiu, mudou, mas sem nada ter efectivamente mudado. E mais ainda quando o Eduardo é a prova viva do tempo driblado. Mas mesmo que venha a perder um lance do seu desafio contra o tempo, estes rapazes estarão aí no relvado, carregados de ternura, a mostrar que se engana quem pensa que o Eduardo não está a fugir pelo flanco direito com a bola dominada nos pés. E eu nunca deixarei de ser o espectador de 6 anos, espantado com a velocidade de um tempo inexistente.

    Abraço

    Adri

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tanto como a habilidade de muitos craques de então, guardo nomes impagáveis, como "Morá na Rua" "Nha Papa" "Duplicado" "Tôc' de Coive" "Nic'lau de Pinga"...Muitos deles usavam, como unico combustivel, um quarto de grog...mas corriam que se fartavam! No pelado, com uma bola que pesava toneladas, amaciada com sebo onde se grudavam umas pedrinhas que desaconselhavam as testadas...Não seria por acaso que alguns jogadores usavam um lenço em volta da cabeça...Recordo, independentemente dos clubes de então, esses heróis dominicais da minha infancia mondelense eu, adepto da Micá, desde sempre!...
      Braça "fora-de-jogo"
      Zito

      Eliminar
  3. Isto é boa notícia para S. Vicente ter Mindelense à frente

    ResponderEliminar