sábado, 25 de julho de 2015

[1596] Lançamento em Lisboa do livro "Crónicas da Terra Longe", de Luiz Andrade Silva

Dado que enviámos uma reportagem sobre o evento para o jornal Terra Nova (Cabo Verde), por agora só aqui deixamos estas notas sobre o mesmo. Prometemos no entanto que logo que o número do jornal em que a reportagem será publicada saia divulgaremos integralmente no Pd'B o texto e mais algumas fotografias.

Primeira parte da sessão de autógrafos, antes do lançamento
Ontem, dia 24 de Julho deste 2015, data para sempre trágica pela morte do poeta e diplomata Corsino Fortes, foi lançado em Lisboa o livro do sociólogo cabo-verdiano residente em França Luiz Andrade Silva, "Crónicas da Terra Longe" (Chiado Editora, 442 pp.), colectânea de textos de reflexão escritos nas três últimas décadas sobre problemáticas diversas do seu país. O evento ocorreu na Livraria Desassossego, a São Bento, zona de grande e antiga tradição cabo-verdiana da capital portuguesa. Situada frente a um prédio onde residiu episodicamente o poeta Fernando Pessoa em 1905, daí lhe vem o nome, por via do "Livro do Desassossego" deste.

Com sala cheia, o lançamento teve apresentação do médico Arsénio de Pina e do professor da Universidade de Aveiro José Fortes Lopes, ambos também cabo-verdianos. Para além do prefácio de Arsénio de Pina, o livro ostenta na contracapa um texto alusivo, do coronel aposentado do Exército Português Adriano Miranda Lima, cabo-verdiano de São Vicente.

Para já, o livro pode ser adquirido AQUI e AQUI

A mesa, os intervenientes
O público
Arsénio de Pina, no uso da palavra
A alocução de José Fortes Lopes
Rui Machado e António Castilho Semedo
O discurso de Luiz Silva
Os acepipes finais...

4 comentários:

  1. Seja como for, o dia fica marcado no bom e menod bom sentido. Mas fiquemos com o lançamento de um trabalho que será, de certeza, apreciado por quem possuir a obra pois o autor nos habituou a óptimas leituras, nomeadamente no seu tema de preferência em que cada artigo constitui uma página da História da Emigração Cabo-verdeana.
    Renovo os meus votos de sucesso e felicidades a todos os que, de uma forma ou outra, contribuíram na feitura e para a publicação do livro.
    Espero brevemente para a leitura (total) em Lisboa

    ResponderEliminar
  2. É bom ver aqui os amigos. Não pude estar presente porque o lançamento coincidiu com o meu plano de férias, previamente pensado e decidido a nível familiar. Não fora esse motivo, teria tido o maior gosto em ir dar um abraço ao autor, o amigo Luiz Silva, e felicitá-lo pela obra ora lançada. Esperemos que os cabo-verdianos a leiam com atenção e reflictam sobre as múltiplas questões que aborda e põe à consideração de quem de direito e do público em geral.
    Parabéns, Luiz. Convido-te a ser doravante remador assíduo neste "Bote" de todos nós, pois a tua palavra é bem vinda e valiosa nos diálogos que frequentemente entabulamos sobre os vários assuntos relacionados com a nossa terra.

    ResponderEliminar
  3. Foi um grande momento de convívio. Muito obrigado ao Saial pela sua presença.A Chiado Editora fez um excelente trabalho, o livro propriamente dito. Estamos a falar de logística e profissionalismo: qualidade gráfica e a marca da editora. O Lançamento foi um sucesso, casa cheia. O Luiz esteve no seu melhor dia, ‘entoure d’amis’, assistimos a uma aula magistral: a história e análise sociológica da Emigração cabo-verdiana seus Dramas e Sucessos.

    ResponderEliminar
  4. As minhas felicitações ao autor, por mais esta fundamentada e boa achega à história da nossa emigração. Bem hajas Luiz!
    Abraços
    Ondina

    ResponderEliminar