quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

[1902] Conversa entre canilinha e gongom na zimbór de sótão de Gil Eanes

Canilinha - ahahahahahahahaha
Gongon - Ó mnine cusa q'bô ta ri, bô ta parcê dode, em vez de "canilinha d'mtê mede".
Canilinha - Ês dzê 48 mil conte, ahahahahaha ahahahahaha, ês dzê 48 mil conte, ahahaha

5 comentários:

  1. Agora ca tem dada fiode !!!
    So depôs de dnher na mom.

    De promessas estamos fartos.
    So depois de ver os escudos.

    ResponderEliminar
  2. Ignoro os custos actuais dos materiais de (re)construção e da mão de obra mas, 48.000.000 CVE são, aproximadamente, 435.000 Euros que, em Portugal, dariam para umas obras razoáveis! Será que o dinheiro vai aparecer antes das eleições?!
    Braça desconfiado,
    Zito

    ResponderEliminar
  3. São "Foguetes" da campanha para caçar votos

    ResponderEliminar
  4. 48.000.000 dariam para umas obras razoáveis efectivamente e o edifício ficará bom para muitos anos. Mas o que temos que ver é que este edifício precisa de modernização e de dignificação. Assim estamos a falar de valores superiores que terão que ser subtraídos aos milhões destinados ao Campus Universitário de cabo verde que vai ser construído em Santiago exclusivamente. Bastava 1 milhão para termos um Liceu velho Novinho funcional, bem equipado e sede da reitoria de de uma Faculdade do Mindelo que desejaria para este edifício letras ou Direit. Mas 'Vontad e cabeça ca tem pa s. vicente'

    ResponderEliminar
  5. Penso que o José diz tudo. Para um restauro completo o dinheiro talvez não chegue. Mas que dê ao menos para arranjar uma boa vitrina para esse gongom e esse canilinha. Esses têm de ser também preservados.

    ResponderEliminar