sábado, 11 de junho de 2016

[2196] Hoje, finalmente, após muitos anos de espera e procura, eis o 10.º da colecção "Chiquinho" e ao mesmo tempo 1.º

Grande festa hoje no Praia de Bote com foguetes e sirenes de vapores no porto e nos cais, banda municipal a tocar no coreto da Praça Nova, assobios de apitos habitualmente utilizados na Sanjom e até umbigada na Rubera d'Juliom, escunas, palhabotes, barcas, cúteres e botes embandeirados.

Chegou o desejado, o único e imperdível, aquele que é o cume literário de Cabo Verde. Enfim, o genuíno, o inicial, "O" Livro, o "Chiquinho" de Nhô Baltas, em primeira edição. Enfim, enfim, enfim!!!...





6 comentários:

  1. QUE COISAS ESTRANHAS ACONTECEM ESTA VIDA: O PRIMEIRO, AFINAL, FOI O ÚLTIMO!
    Braça literário
    Zito

    ResponderEliminar
  2. A primeira edição? A "vraiment" original? A de 1947? Elucide-me s.f.f. Estou curiosa. Que sortudo!
    Abraços

    ResponderEliminar
  3. Quem espera sempre alcança.
    É como se tivesse saído a lotaria.
    Sortudo !!!
    Abração
    Zé Carlos

    ResponderEliminar
  4. Uma relíquia com quase 70 anos

    ResponderEliminar
  5. Guarde-o bem, não empreste a ninguém porque tudo pode acontecer.
    O exemplar que tinha, de antes de 1954, foi parar numa lixeira. Emprestei-o (com mais uns 10) a uma patricia. Entretanto o marido foi atintgido pelo Alzheimer e resolver fazer uma limpeza tudo quanto era livros que "não interessava". So guardou a cara metade.

    ResponderEliminar
  6. Meus caros,
    Obrigado pela vossa participação. É muito possível que em 2017 recebam convite para uma exposição deste e de outros books da nossa terra (vossa primeira, minha segunda), algures em Almada. Em breve, eu e mais duas pessoas amigas começaremos a fazer contactos relativamente a esse assunto. Veremos o que acontece depois.

    Braça balta"s/z"ariana,
    Djack

    ResponderEliminar