domingo, 8 de janeiro de 2017

[2798] As criadas (hoje ditas de modo socialmente correcto "empregadas domésticas") de Cabo Verde... nos EUA

O longo artigo a três colunas tem mais de um século e é do "The Evening Star" de Washington, de 22 de Outubro de 1904. Fala de muita coisa relacionada com o comércio, de navios que buscavam "estranhos portos" e transportavam "estranhas cargas" e de "cryolite" (crioulas)..., fora outras aventuras. Dele extraímos a parte que mais interessa ao nosso blogue, também ele naval e crioulo. Atente-se então em como as mnininha das nossas ilhas eram estimadas no serviço doméstico dos EUA, já há 100 anos. Mostramos também as duas imagens que ilustram o trabalho e uma reprodução de um postal legendado em inglês, mais ou menos conhecido, onde se vêem três dessas beldades. Como sempre (parece que já nem seria necessário dizê-lo), se clicar nas imagens elas serão ampliadas para a dimensão original.





2 comentários:

  1. Para os ingleses, nomeadamente os solteiros, elas foram de graaande utilidade.

    ResponderEliminar
  2. Boa reportagem, Djack. Interessante, mesmo.
    Claro que as mnininhas criolas foram sempre apreciadas por gente de fora.

    ResponderEliminar