sexta-feira, 28 de julho de 2017

[3104] Assim falava o claridoso Manuel Lopes, em 1966

Trata-se de excerto de longo texto de Manuel Lopes, datado de 1966, que com outro da mesma altura está a servir de base para um artigo sobre o autor de "Chuva Braba". Em ambos, faz uma curiosa síntese do que para ele era Cabo Verde e o povo cabo-verdiano, nomeadamente no que dizia respeito à cultura e ambiência do território. Sairá no "Terra Nova" de Dezembro, após seis números (três já dados à estampa) em que se republica (e actualiza em alguns aspectos) um trabalho sobre arte pública em Cabo Verde no período colonial. Aqui fica então um cheirinho.

2 comentários: