sábado, 29 de julho de 2017

[3110] Raridade: que saibamos, esta é a única imagem da capa deste livro de Manuel Lopes presente na Internet

Para breve, reprodução de alguns dos poemas deste livrinho de 88 páginas de Manuel Lopes, autor de "Chuva Braba", entre outras obras clássicas da literatura cabo-verdiana. É de 1964 e poderá lê-lo na Biblioteca Pública de Olhão ou na de Ermesinde (por exemplo). Nós, apesar de termos grande paixão pelo cheiro das bibliotecas, preferimos saboreá-lo em maior recato...

2 comentários:

  1. E pensar que o Djack tinha pensado em acabar com o Praia de Bote! Ficamos à espera dos poemas.

    ResponderEliminar
  2. Adriano, ele pensou num momento de cansaço como nos sucede a todos mas o rapazim nunca deixaria a sua Praia, seus botes e os seus amigos. Depois de uma pausa viu que a alma não é tão pequena.

    ResponderEliminar