quarta-feira, 18 de julho de 2012

[0213] CONCURSO 2

LEITOR  JOÃO BRITO  É O GRANDE VENCEDOR DO 2.º CONCURSO DO PRAIA DE BOTE.

PARA ELE, VAI O PRIMEIRO RAMO DE ACÁCIA.


Trata-se de facto da "Frota do Ultramar" (espanhola) que também teve o nome sabe de "Frota de Cabo Verde" ou "Cape Verde Fleet", por ocasião da primeira guerra de grande envergadura travada pelos norte-americanos, neste caso, contra a Espanha (1898) por causa de Cuba, Filipinas, etc. 

Era de facto bem diazá...
Amanhã colocaremos um post com mais alguns dados e imagens interessantes sobre este tema.


Ora bem, o ambiente é acolhedor e muito nosso conhecido. Trata-se do Porto Grande, visto do Mindelo. À esquerda, uma nesga de S. Vicente, à direita o ilhéu dos Pássaros (djéu dos Passo), em baixo uma outra pontinha de S. Vicente, até com alguma verdura, e em fundo a ilha irmã, Santo Antão.

Pergunta-se: que barcos são aqueles e que estão ali a fazer?

Estamos a falar dos navios em segundo plano já que os mais próximos são lanchões do carvão. Como ajuda, podemos referir que a foto é de bastante diazá e que S. Vicente não foi visto nem achado no que se relaciona com este movimento fora do comum. Ou seja, não o pediu...

Um ramo de acácia para o feliz vencedor será o prémio a atribuir.


 PRAIA DE BOTE APENAS COMENTA POSTS DE BLOGUES QUE COMENTAREM OS SEUS

19 comentários:

  1. Parece haver aqui cargueiros da classe "Liberty" e vasos de guerra (de chaminés duplas)...Tratar-se-á de uma frota de cargueiros e respectiva escolta como era habitual durante a II Grande Guerra (1939/1945)?

    ResponderEliminar
  2. Morno, nalguns aspectos. Mas frio quanto ao diazá. Muito mais diazá...

    ResponderEliminar
  3. E já agora, não se trata de um comboio de cargueiros com escolta.

    ResponderEliminar
  4. Barcos retidos no Mindelo durante a I Guerra Mundial?

    João Nobre de Oliveira

    ResponderEliminar
  5. E aqui o PRAIA DE BOTE tem imagens mais próximas e de grande qualidade para mostrar quando alguém acertar ou quando se vir que ninguém acerta.

    ResponderEliminar
  6. Ou seja... nem I nem II. Tchéu pa trás...

    ResponderEliminar
  7. Mais uma ajudinha:

    Trata-se de coisa de grande envergadura. Coisa dos dois lados do Atlântico, não muito longa mas grave...

    ResponderEliminar
  8. Terá algo a ver com a Guerra dos Boers na Africa do Sul? Em 1899 já havia carvão no Porto Grande...

    ResponderEliminar
  9. Não contem comigo para dizer feninha como aquele marinheiro que visitou o mundo inteiro, este na Geografia mas não foi à terra.
    Embora me lembre das lanchas de carvão que se vê moda lagarta (um tras d'ôte) esta foto foi de muito antes de eu nascer. Por isso so sabe quem viu a data.
    O que posso afirmar é que foi o sr. Sérgio Frusoni quem adivinhou dias-ha na munde: - Era na tempe de caniquinha.

    (Se não for não faz mal porque não quero receber espinhera na costa).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pour M. Valdemar, je peux seulement dire que ce n'est pas une flotte de transport de vin pour le Musée des Vins de Touraine (Tours). Cette bonne vie dans la version française doit cesser.

      Au revoir
      Joachin

      Eliminar
  10. E ainda uma ajuda...

    Um grande a dar pancadaria pela primeira vez a um quase grande que já tinha dado muita pancadaria mas que agora estava fracote...

    Os lanchões até tinham a ver com a frota...

    Y olé!...

    ResponderEliminar
  11. Será a "Flota de Ultramar" por ocasião da guerra Hispano-Americana?

    João Brito

    ResponderEliminar
  12. JOÃO BRITO VENCEDORRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR!!!
    Parabéns!
    Grande abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo belo ramo de acácia.
      Abraço,

      João Brito

      Eliminar
  13. Credo. Nunca chegaria lá. Parabens ao vencedor. Não sabia da passagem desta frota pelo Mindelo, mas sabia desta guerra que foi acompanhada pelos cabo-verdianos e José Lopes da Silva, Eugénio Tavares e Loff de Vascocnelos, tomaram partido contra os espanhóis e depois contra os americanos.

    João Nobre de Oliveira

    ResponderEliminar
  14. Parecendo que não, o Mindelo sempre esteve no centro do Mundo. Mesmo para más coisas, como esta.

    ResponderEliminar