terça-feira, 17 de setembro de 2013

[0565] Ainda as forças expedicionárias a Cabo Verde

Junho.1941
Eles chegaram, viveram nas ilhas cerca de cinco anos (em termos de contingente, claro) e regressaram às terras de origem. Mas ficaram as marcas e as memórias desses homens que, em condições difíceis foram para o arquipélago para o defender de possíveis investidas nazis durante a II Guerra Mundial. Em Cabo Verde e nos jornais.

Fomos escavar no nosso arquivo e demos com várias notas sobre o assunto, das quais aqui oferecemos três significativas desses tempos e dessa saga aos "banhistas" da Praia de Bote... Uma do início, outra de tabaquinho necessário para ajudar a passar os dias (com Moçambique pelo meio) e do regresso desejado, à beira do Natal de 1945.

O "Mouzinho de Albuquerque". No excelente e completíssimo blogue "Luís Graça & camaradas da Guiné", diz-se que o barco está em S. Vicente. Poderemos estar enganados, mas pela configuração da paisagem pomos algumas dúvidas relativamente ao nome do porto. http://blogueforanadaevaotres.blogspot.pt/2006_12_10_archive.html

Março.1942

Dezembro.1945

1 comentário:

  1. O Djack viu bem. O paquete está fundeado no porto do Funchal. Acontece que no espólio de alguns expedicionários aparecem fotos de navios, incluindo de guerra, que aportavam a S. Vicente, e a intenção era trazer uma recordação dos mesmos, não importando o porto em que estivessem. Tenho em meu poder mais uns dois casos semelhantes.

    ResponderEliminar