sexta-feira, 8 de novembro de 2013

[0618] O tipo era mesmo um patife! Ou como fugir a um conselho de guerra...

A fortaleza de Penedo, em Luanda, mais ou menos pela altura da notícia
Luanda, 10 de Março de 1896. Um prisioneiro, soldado cabo-verdiano bera como a ferrugem e prestes a ser levado a conselho de guerra, dá cabo da fortaleza de Penedo da capital angolana e origina cerca de uma dezena de mortes, incluindo a sua. Caso para dizer: com amigos destes, para que queriam as tropas coloniais inimigos? Curiosa notícia, saída quatro dias depois da tragédia em "A União Portuguesa", jornal luso-americano publicado em São Francisco da Califórnia.
 No próximo post, teremos mais um artigo de Arsénio de Pina. 



1 comentário:

  1. Sem dúvida que era uma aberração da natureza, do género que de vez em quando é noticiado e acontece no mundo inteiro.

    ResponderEliminar