sexta-feira, 29 de novembro de 2013

[0643] Homenagem inteiramente merecida ao Professor Guilherme Dias Chantre

Foto Joaquim Saial (2005) - Guilherme Dias Chantre
Praia de Bote recebeu do seu amigo João Mendes (Praia, Santiago) a seguinte mensagem que muito agradece e considera inteiramente merecida, relativa ao Professor Guilherme Dias Chantre "Chantrim".

Caros amigos e/ou colegas antigos alunos da Escola Técnica,

Cumpre-nos transmitir-vos as informações mais recentes relativas ao processo de atribuição do nome do nosso antigo Prof. Guilherme Dias Chantre "Chantrim" à Escola Industrial e Comercial do Mindelo (para nós, sempre, Escola Técnica).

O acontecimento é importante, por também representar o reconhecimento, ainda em vida, do trabalho do Professor Chantre, enquanto Director da nossa Escola Técnica, nos anos 1960 a 1974 do século passado.

Relembro que o Prof. Guilherme Dias Chantre, para nós, Director Emérito da Escola Técnica, vive com a sua esposa D. Lourdes Chantre (autora de um dos primeiros livros de culinária cabo-verdiana),  em Oeiras, Portugal.

Mais relembro que o Professor Chantre já por três vezes recebeu homenagens dos seus antigos alunos e antigos alunos da Escola Técnica do Mindelo, a última das quais, há cerca de dois anos, coincidiu com a publicação do livro biográfico “Guilherme Dias Chantre – Um Educador e Líder Carismático – Homenagem de Antigos Alunos da Escola Técnica”, organizado pelo sociólogo Doutor César Augusto Monteiro e contendo testemunhos de antigos alunos.

Por último, relembrando, mais uma vez, o lema inscrito no pórtico interior da nossa Escola “Todos queremos fazer de vós bons profissionais, bons cidadãos e bons amigos”, que o Prof. Rolando Vera-Cruz Martins designa de um verdadeiro programa de formação integral do jovem estudante (sic), avanço com a transcrição das informações recebidas sobre o evento.

Informação recebida do actual Director da Escola Técnica do Mindelo:

Caros Colaboradores e Amigos!

Pela presente cumpre-nos informar a todos, que por despacho, da Sua Excelência. a Ministra da Educação e Desporto,  a EICM passa a chamar-se Escola Industrial e Comercial do Mindelo Guilherme Dias Chantre, sob proposta apresentada por um grupo de antigos alunos da mesma.

Cordialmente,

O Director,
António Pedro de Andrade Delac Mendes
Email Pessoal: delacth.mendes@hotmail.com
delacthmendes@yahoo.com.br
Escola Industrial e Comercial do Mindelo Guilherme Dias Chantre
CP - 05 - Av. Professor Alberto Leite
S. Vicente, Cabo Verde

Conforme informação recebida do mesmo Director da Escola Técnica, o Despacho da Sua Excelência a Ministra da Educação atribuindo o nome de Prof. Guilherme Dias Chantre à Escola Industrial e Comercial do Mindelo já se encontra publicado no Boletim Oficial n° 56 II série de 26 -11-13 despacho 1147.

Quanto à data de descerramento da placa com o nome de Prof. Guilherme Dias Chantre, na Escola Técnica, informa também o atual Director da Escola Técnica do Mindelo que não há ainda uma data concertada mas que esta será comunicada. logo que possível

João Mendes, antigo aluno da Escola Técnica (1962-67)

Foto Joaquim Saial (2013) - Guilherme Dias Chantre na Cova da Piedade (Almada, Portugal), durante a recente homenagem ao poeta Jorge Barbosa

3 comentários:

  1. Feliz iniciativa ao Mestre que vem sendo homenageado pelos seus antigos alunos, tanto no Pais como no estrangeirio e, agora, pelo Governo.
    Dar, em vida, o seu nome a uma escola não é frequente nos dias que correm e isto regozija tanto uns (os ex-alunos e familiares) como os outros (amigos e admiradores

    Parabéns dr. Chantre e longa Vida

    ResponderEliminar
  2. Nada nais correcto mas talvez tardío...Estranho, até, que a "placa" tenha que esperar quando devia ser coêva da notícia...Mas, enfim...antes tarde do que nunca! As minhas homenagens ao mestre que faz o favor de ser meu amigo!

    ResponderEliminar
  3. Tenho o Prof. Guilherme Chantre em grande estima e consideração. Aliás, ele e a esposa dão-me o privilégio da sua amizade. Desde a minha saída de Cabo Verde, só em 1985 voltaria a rever o casal e foi em circunstâncias fora do normal. O casal é vizinho porta com porta de um coronel antigo comandante do Regimento de Infantaria 15, e a relação de amizade entre eles é estreita. Em 1985, quando se comemorou o aniversário do Regimento o casal foi convidado pelo Comandante e foi então que se proporcionou o nosso reencontro. Aliás, foi o Comandante que se adiantou: tenho aqui um major que é vosso conterrâneo. Foi para mim muito agradável e tempos depois voltaríamos a ter novos encontros, inclusive em almoços nas nossas casas. São, portanto, pessoas que muito estimo, e ainda por cima tenho um parentesco pelo lado Miranda com a Lourdes Chantre. O Prof. Chantre não chegou a ser meu professor no Gil Eanes, mas lembro-me de ele ter sido vigilante na prova escrita do meu exame de matemática do antigo 7º ano. Dir-se-á que não senhor porque nessa altura ele já estava na Escola Técnica. Mas suponho que, sendo dos poucos professores de Matemática disponíveis, terá sido convocado para essa missão especial.
    Associo-me com imenso regozijo a esta merecida distinção.

    ResponderEliminar