terça-feira, 10 de dezembro de 2013

[0649] Medalha da visita de Ramalho Eanes a Cabo Verde em 1980

Embora com bastantes reticências do próprio, o general Ramalho Eanes foi recentemente homenageado em Portugal por um grupo de amigos e admiradores. Claro que não se trata de personalidade que gere consenso total entre historiadores e comentadores políticos e tal como tem apoiantes incondicionais também possui os seus detractores de estimação. Enfim, é assim com quase toda gente que se aventurou por revoluções ou altos cargos. Mas a verdade é que na sua biografia pesam a honestidade e um desprendimento pelos bens materiais e honrarias bastante incomuns nas áreas em que se moveu, configurando-se como uma das figuras mais verticais e carismáticas do pós-25 de Abril. 

Pd'B reproduz hoje a medalha comemorativa da sua segunda viagem a Cabo Verde (16-20/Abril/1980), país onde já tinha estado dois anos antes. Trata-se de uma obra de S. Machado (Raul de Sousa Machado, oficial da Armada e artista plástico nascido em 1921).


2 comentários:

  1. O general Eanes é tudo que neste post é afirmado. Grande Militar e Grande Homem! Um raro exemplo para a Nação!

    ResponderEliminar