quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

[0712] "Harlem Nocturne" de Earl Hagen (1939), em homenagem ao Adriano Lima e a todos os companheiros de jornada do Pd'B

A pedido do nosso colaborador compulsivo Adriano Lima, aqui vai uma excelentes versão de "Harlem Nocturne" em sessão de estúdio para gravação (Roy Frank Orchestra). Não é o nosso Morgadinho, mas vamos fingir que se trata dele a soprar o metal e a amparar a palheta. Este post é dedicado a todos os que têm acompanhado o Pd'B ao longo destes três anos de vida do blogue (e colocado aqui o seus comentários, enriquecendo-o sobremaneira) e preludia os posts comemorativos da data de nascimento do mesmo, nos dias 6, 7 (data de aniversário) e 8 de Fevereiro.



5 comentários:

  1. Quantas recordaçoes com esta musica. No teatro Castilho uma excelente interpretaçao do bravo Morgadinho. Um braça

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pela parte que me toca...Sou "vidrado" em orquestras de metais e "adoro" saxofone e saxofonistas, como Kenny G. Charlie Parker, Stan Getz, Luis Morais...

    ResponderEliminar
  3. A interpretação do trompetista Morgadim caiu-nos muito melhor. Talvez porque estàvamos acostumados a ouvir a melodia executada por saxofonista que ninguém via e ali estava o nosso Harry James, perdão, o Joaquim (Morgadinho) Almeida a fazer das suas. E de que maneira !!!
    Como diz o Fernando as recordações são tantas e serão inesqueciveis devido o contexto do espaço e do tempo. Quando me lembro que Mindelo andava parado neste aspecto e, de repente, aparecem jovens demonstrando que, com boa vontade, mesmo sem ajuda financeira, se podia fazer alguma coisa para diversificar, para alternar com os bailes e as serenatas. Aliàs, não foi descoberta nenhuma porque aquele povo sempre teve engenho (e arte? Isto aqui não sei). Os participantes tiveram sorte e a benção de um publico benevolente que acarnhava a cada apresentação.
    E aqui temos o Djack que ainda nem sonhava com a Capitania a mexer no bom baù das recordações culturas e dos eventos vividos na "universidade popular" sita na Praça Nova. Bem haja Praia de Bote, bem hajam os meninos que pedem mais acontecimentos.
    Braça pa tude gente e um pensamento aos que contribuiram para abrilhantar essa jornada, nomeadamente os que nos deixaram.
    V/

    ResponderEliminar
  4. O que era apenas um divertimento no início do Pd'B, há três anos, é agora quase uma obrigação. Digamos que passou a ser um obrigaçom sabe, sabim... E então quando se trata de musicadas e tocatinas de Cabverd, nem se fala.

    Um braça para todos e com palheta,
    Djack

    ResponderEliminar
  5. Não podia deixar de aparecer para ao menos agradecer a atenção deste "Harlem Nocturne".
    Andei e ando exausto depois de me ter dispersado por muitos afazeres, de tal modo que estou quase a desmaiar de tanta canseira (ah-ah-ah). Obrigado, Djack. Um dia destes temos de lançar o desafio de uma interpretação pessoal ao Morgadim.

    ResponderEliminar