sábado, 29 de março de 2014

[0797] Para a história do comércio no Mindelo (anúncio 2/15)


É sábado, aproxima-se a hora do lanche e parece aqui ao Praia de Bote que o melhor mesmo é ir à pastelaria e confeitaria do Jaime Santos comprar uns bolinhos, aproveitando para fazer o necessário fornecimento para o jantar que pode ser um conjunto de pastilim de carne e de marisco e ainda uns quantos de doce, para sobremesa.

E reparem naquele "À chegada de todos os paquetes"... Alguém se preocupará com o que interessa aos paquetes de turistas de hoje? O Tony Park acha que não...

Como sempre, até ao anúncio final (15 anúncios), a recolha foi feita em "O Futuro de Cabo Verde", n.º 1, de 1 de Maio de 1913.

Veja os dois posts anteriores, alusivos ao primeiro anúncio tratado, já com comentários dos nossos sábios de serviço.


4 comentários:

  1. Será que o amigo Jaime ia a bordo dos paquetes buscar fornecimento de pasteis de carne, doces e marisco para o seu estabelecmento?
    De resto, a primeirra Pastelaria que conheci no Mindelo foi a do Argarvio, que ocupou, na Rua de Lisboa, os escritórios da firma Hipólito Neves, Lda., ao lado da Casa Machado, frente ao Palácio...Os melhores "doces" que lé comi pareciam uma feijoada de frutos do mar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, seria exctamente ao contrário. Estamos a imaginar pastéis de marisco a virem para o Mindelo em... 1913? Ou mesmo de carne? Nem de perto nem de longe. Os pastilim eram para os passageiros que vinham a terra. No Mindelo havia pastilim pa tude munde, não precisavam que lhos trouxessem. Outras coisas, sim, como o corned beef ou chocolate Cadbury por exemplo. Estava bem servida a pastelaria (o nome o diz) do Jaime Santos se estivesse à espera de pastilim vindos nos vapores...

      Braça pastelada,
      Djack

      Eliminar
    2. Quanto à Pastelaria Algarve, era a única com esplanada na Rua de Lisboa, em 1999. Ali, à volta de um grogue ou de uma cerveja da terra, ainda escrevi dois ou três capítulos de "Capitania".

      Braça algarvia-lisboeta-mindelense,
      Djack

      Eliminar
  2. Pasteis era no Bar Estrela. Nunca mais comi tão saborosos. Mas convenhamos que falando de pasteis e pastelaria é uma coisa que tem feito falta em Cabo Verde, embora a doçaria cabo-verdiana e os bolos não sejam maus. A pastelaria Algarve inaugurou nos anos 60 esta actividade com muita qualidade e profissionalismo e deu um elan às explanadas, num momento em que o Pic Nic morria. Pena é que só restou o nome todo o resto veio embora. Parece que temos de novo alguns portugueses nesta actividade mas já a uma escala industrial como aqui

    ResponderEliminar