sexta-feira, 9 de maio de 2014

[0865] De Vasco Martins, "Céus de Cabo Verde"

Sexta-feira, véspera de fim-de-semana, passemos a manhã e o resto do dia com os olhos postos nesse céu que serve de tecto às nossas ilhas e ao oceano que as envolve. Vasco Martins, de novo. E de novo excelente...

4 comentários:

  1. De novo e... sempre.
    E hà quem diga que essa mùsica não é nossa. Credo !!!
    Que viva o Vasco e Força ao PdB (Não và outra vez.OK)
    Braça pertode

    ResponderEliminar
  2. Qual quê!!! O VM sabe é extrair da cultura das ilhas aquilo que é essencial, aquilo que é mais genuíno e a partir daí constrói peças de índole clássica que são tão belas como as mais belas mornas ou as mais belas coladeras. E ainda por cima, muita da sua obra foi feita em São Vicente, nomeadamente na casa do Calhau, onde reside. Podemos compará-lo em Portugal a um Lopes Graça ou a um Carlos Paredes, por exemplo.

    Braça com claves de sol,
    Djack

    ResponderEliminar
  3. Esta poderosa serenata sideral não fica a dever nada à sumptuosidade de Vangelis...
    Braça com aroma de genialidade
    Zito

    ResponderEliminar
  4. O Djack fez bem em levar-nos aos céus-

    ResponderEliminar