quinta-feira, 6 de novembro de 2014

[1133] Jorge Carlos Fonseca, Presidente da República de Cabo Verde, é bom da "Bola"

Ver AQUI


3 comentários:

  1. Comentário de Valdemar Pereira:

    O Senhor Presidente falou e disse mas esqueceu mais gente de alta pedagogia. Com os citados eu acrescento Cândido de Oliveira (que conheci quando era treinador da Académica de Coimbra), Carlos Pinhão que, além de jornalista era escritor de grande gabarito, e ainda um dos meus favoritos nesse jornal que era o Victor Serpa talvez pai (ou tio?) do actual jornalista.
    Tive ocasião de colaborar no A Bola no ano em que o Sporting ganhou a Taça da Europa. Estava eu em Lyon (Franca).

    ResponderEliminar
  2. Também sou um amante do A Bola, embora actualmente seja um leitor menos assíduo. O jornal sempre teve um bom escol de redactores, que tratam a língua como ela merece.

    ResponderEliminar
  3. Era uma escola de língua portuguesa, bem como o "Record" e os restantes não desportivos, "Século", "Diário de Notícias", "Diário Popular", "Diário de Lisboa", "República", "Capital" e outros... Lia-se e a coisa era em português; hoje, leia-se a jornalada internética e é erros ortográficos a dar com um pau.

    Braça com rotativas a girar,
    Djack

    ResponderEliminar