quinta-feira, 6 de novembro de 2014

[1135] O escritor Ferreira de Castro esteve em São Vicente...

Sobre Ferreira de Castro, ver AQUI

Quem terá ficado com o livrinho de que abaixo se fala? Quem será o actual proprietário desse pequeno tesouro? Hoje, com esta e outras assinaturas importantes, deve valer umas boas coroas, melhor dizendo, uns escudos cabo-verdianos bem bons.

Acuse-se o possuidor, talvez até um dos que avançaram sobre a Rádio Barlavento no tal dia. O Pd'B promete que não conta a ninguém.

DN, NB, EUA - 9.Outubro.1959


6 comentários:

  1. Alguém o há-de ter, talvez o Djosa Semedo Pina, talvez o Djack Évora Lima, sabe-se lá se a Milinha Fortes Cohen ou até o Quincas Almeida Bento. Um deles foi, de certeza... ou outro. Enfim, tudo isto são nomes fictícios, mas sabe-se lá, sabe-se lá... Eu é que não o tenho, com muita pena minha!...

    Braça ignorante,
    Djack

    ResponderEliminar
  2. Onde está o Livro? Onde está a enorme discoteca da Rádio Barlavento? Onde estão os emissores de onda curta e de FM? Onde está o equipamento dos estúdios? Onde estão os arquivos?
    Quando à visita de Ferreira de Castro, eu estava em Angola, na altura!

    ResponderEliminar
  3. Perguntas sem resposta, está visto.
    Mas lá que era um prodígio pelo menos o livro aparecer, isso era. Tudo começou no tal dia fatídico da ocupação. Daí para a frente, foi fartar, vilanagem...

    Braça em branco,
    Djack

    ResponderEliminar
  4. "Um pais sem História é um pais pobre". Ê o que serão sempre (pobres) e cada vez mais podres porque não largam o culto de "tude o qu'ê bedje ê pa ptà fora. Tude pa tchom". E assim lá se foi o Fortim, o Eden Park e, brevemente, o ex-Liceu, e o ex-Palácio. Quanto ao ex-Grémio nem se fala.

    ResponderEliminar