quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

[1283] 28.º concurso do Praia de Bote

Pergunta simples e directa: Onde podemos ver esta frase latina e sua tradução para português, no Mindelo? Concurso aberto até amanhã, pelas 22h00 (hora de Lisboa)


42 comentários:

  1. É naquel loja d'Rua de Lisboa qu'ta vendê calça Levis.

    Djosa de nha Bia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó Djosa não sejas parvo, vê-se mesmo que não tiveste latim no Gil Eanes. Qaul Levis, qual carapuça. Quem passa a vida na Rua de Matijim ta bebê aquel grog, é no que dá, grande palerma.

      Braça deslatinado,
      Djack

      Eliminar
    2. Ca bô tchmam parvo, Djack. M'comprá uns calça Levis na Rua d'Lisboa que tinha escrito aquel palavra lá na fuxim: Levis. E ês ca ta pesava nada.

      Djosa de nha Bia

      Eliminar
    3. Cala-te, Djosa, já nem te posso ouvir, estás proibido de participar em concursos latinos. Xô, bá embora, vai beber outro grogue que isso passa-te.

      Braça farto de aturar fusc,
      Djack

      Eliminar
  2. Em Cabo Verde nunca tive um "russe mercone" como eram conhecidos os jean's. Adoptei-os jà tarde e ainda tenho. Para satisfazer a vontade à minha filha (que não me quer ver velho) visto essas calças de vez enquando no Verão.
    Braça, mà sem grog

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Praia de Bote apoia indumentária valdemarística mas pergunta: E resposta ao concurso?

      Eliminar
  3. Bom dia!
    Eu não sei se vou "deslatinar" do "abraço deslatinado"(esta foi bem achada!) Caro Djack ao dizer que me parece ser inscrição de uma lápide do Cemitério de São Vicente?? Assim posto, parece fácil demais e não creio ser este o objectivo do autor....
    Abraços
    Ondian
    Ondina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que não, cara concorrente. Tal como sempre, é necessário ser muito preciso. Onde, quem, etc. Só não peço para dizer quem foi o canteiro que rasgou as letras no mármore, pois isso seria um exagero, ahahahahaha

      Eliminar
  4. E quanto ao território (lato), é claro que tem de ser em São Vicente, já que este é um blogue são-vicentino genuíno, registado sob o n.º 43932 na Conservatória da ilha.

    ResponderEliminar
  5. Numa praça mindelense e em homenagem a um vulto em estátua. A palavra "canteiro"... é sugestiva.

    Praça Dr. Regala?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De modo nenhum. Não se trata de praça e muito menos de médico... isto é, a pessoa que está implicada nisto "tratou" de facto muitos espíritos...

      Eliminar
  6. Sem querer entrar em copianço, parece-me também que só pode ser no cemitério, mas percebe-se bem que o objectivo é identificar a campa. E assim aqui vai: família Serradas.
    Quanto ao Djosa de nha Bia, só ler o diálogo entre ele e o Djack dar por bem empregado vir ao PdB. Ainda estou a gargalhar com gosto, que é coisa de que bem precisamos com os malefícios que por aí vão por este planeta fora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ja me começo a fartar do Djosa, embora ainda tenha uma certa simpatia por ele. Mas acontece que o sujeito oscila entre o Café Lisboa e o Boca de Tubarão de 15 em 15 minutos e às tantas já nem sabe se está num, se no outro. Não se calava com as calças Levis, tive de o mandar dar uma volta.

      Eliminar
  7. Não, Ondina, o Djack está a referir-se ao artífice que esculpiu as palavras na pedra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esqueçam-se do canteiro. Esse há-de ficar para sempre na sombra....

      Eliminar
  8. Se ca é calça é ingrícula. Na frase m'ta lê TERRA. É um home que tita trabadjá na Rubera d'Juliom.

    Djosa de nha Bia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó Djosa, please, calá boca dum vez. Bô ca ta dzê nada drete, home. Bá imbora, bá durmi um sesta lá na Praça Strela.

      Braça farto de bô,
      Djack

      Eliminar
  9. Quanto aos Serradas, não senhor, nada disso, no jazigo Serradas (logo à entrada do 18-2-8, do lado esquerdo), que me lembre, está tudo em português. Até nha Marquinha, embora a dormitar, nada tem a ver com latinismos.

    ResponderEliminar
  10. Estou de mal a pior....

    A campa do senhor Baptista? No cemitério... "tratou de muitos espíritos"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei quem foi o senhor Baptista, mas Baptista não é o visado.

      Eliminar
  11. Não. Será mais religioso, católico, talvez. Não sei se o Pe. Fernando foi enterrado em São Vicente.

    ResponderEliminar
  12. Não, Djack, foi para a sua terra natal, no norte de Portugal, tanto quanto penso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande confusão neste concurso, o Adriano já me responde a mim sem eu ter falado no dito da resposta.

      Eliminar
  13. Em 2012, andei por lá a ver as campas, mas já não me recordo desta lápide. No entanto, vou continuar a puxar pela cabeça.
    Ah, nessa minha visita ao cemitério, agora que apareceu aqui o Djosa de nha Bia a inquietar o sossego deste concurso, estou a lembrar-me de o ter visto à porta do cemitério, já com um grog tmod, a gritar: Adriano, bô tita prepará pa um concurse de Djack de Cuptania? Mistério dos mistérios, é caso para perguntar a razão por que ele teve essa saída. Pois é, estranha premonição. Dizem os espanhóis que não há bruxas "pero que las hay, las hay"

    ResponderEliminar
  14. Num cemitério, é preciso ver tudo ou a maior parte do que lá há. Mea culpa, que não vi no do Mindelo algumas coisas de que depois soube, mas fiz ainda assim um reconhecimento muito satisfatório. Da próxima vez, não perderei uma visita ao Bana e à Cize, obviamente.

    ResponderEliminar
  15. Ai vocês, vocês, dupla de concorrentes (os outros fogem a sete pés, com medo dos concursos) que sabem e não sabem que sabem. Aliás, nós três sabemos, ai sabemos, sabemos. ELE era (e ainda é e sempre será) um ídolo para nós.

    ResponderEliminar
  16. Ó Djack, é nha prime, Djosa d'Maderal. Se "terra é leve" é porque madera (Maderal) d'sê caxom era forte pa guentá, né dvera?

    Djosa de nha Bia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó Djosa, se tu voltas a aparecer aqui hoje, quem te racha a cachimónia com uma tábua sou eu. Tu vai curar essa fusquice, já te disse para ires dormir uma sesta na Praça Estrela, rapaz. Ja ninguém te pode ouvir.

      Braça com vontade de te dar com um pau na tola,
      Djack

      Eliminar
  17. Este "cuidar de muitos espíritos" traz muitos sentidos e até metáforas...Quem sabe?
    Penso que poderia estar inscrita na campa de dois grandes: Baltazar Lopes da Silva ou António Aurélio Gonçalves...
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como a gerência do Pd'B já disse relativamente a outro concorrente, é preciso ser... preciso. Há que ser peremptório. Há que afirmar a pés juntos, mesmo que estes estejam afastados. É preciso que seja pão, pão, queijo, queijo. É absolutamente indispensável dizer "branco" ou "preto" - ou então "verde" ou "vermelho". Il faut que não fiquem dúvidas duvidosas das quais seja possível duvidar...

      Eliminar
  18. Então vou ser precisa, sem mais delongas. Está na campa de Baltazar Lopes da Silva.
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ondina quaeratur pugnam que é o mesmo (ou quase) que dizer em latim Ondina ganhou o concurso. Já com quatro ramos de acácia, a concorrente está seriamente a pensar em mudar-se para uma residência mais espaçosa pois já percebeu que mais dia menos dia terá a casa cheia de arvoredo praiadebotístico. Calorosos parabéns do Pd'B à persistente açambarcadora de ramos.

      Eliminar
  19. Por favor não falem do P. Fernando que deixou lembranças desagradàveis na terra onde permaneceu toda a sua vida de eclesiàstico. Viveu como todo o pecador, até com excessos, e pediu para ser sepultado na sua terra onde pouco tempo residiu. Podia provar alguns dos muitos pecados mas esse blog é para coisas agradàveis e para gente boa.
    Mandà quel home p'infer .

    ResponderEliminar
  20. Mais uma vez venceu a Ondina, de parabéns. Nem tive tempo de participar pois estou em afazeres de exames. Será da próxima vez

    ResponderEliminar
  21. Só agora tomei conhecimento do concurso que, aliás, não venceria...As coisas estão a passar-se com excessiva rapidez, agora que a minha presença na Net não é tão frequente...Paciência...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo Zito, como segundo na ordem dos vencedores, não se pode lamentar. E não sei se não venceria. Quanto à nossa rapidez actual, acontece que desde que abrimos a nova secção mindelense na Rua de Coco contratámos mais 37 colaboradores e agora isto anda a 100 à hora. O Praia de Bote parece um foguetão e estamos a pensar seriamente em alargar a nossa actividade à ilha de Santa Luzia, ao deserto do Saara e aos Estados Unidos da América (só zonas dos Parques Yellowstone e Grand Canyon). Para mal ou para bem, a culpa é dos nossos colaboradores, como o Zito, que deram esta dinâmica à coisa. Agora é aguentar o barco... perdão, a escuna.

      Braça galopante,
      Djack

      Eliminar
    2. Obrigado pelo comentário personalizado...Vou tentar acompanhar o ritmo do...falucho!
      Braça tartarugante,
      Zito

      Eliminar
    3. Aqui na nossa redacção da Rua de Coco contamos sempre com o Arrozcatum, o melhor blogue cabo-verdiano a norte do Tejo.

      Grande braça a cheirar a plurim d'pêxe,
      Djack

      Eliminar
  22. Bem, fui dar uma voltinha pela cidade, e eis que deparo com o resultado. Eu já estava a contar com a vitória da Ondina. Mais tarde ou mais cedo, tinha de acontecer. E se mete latim... Eu ainda estive para pedir assessoria ao meu antigo professor de português, Dr. Antero Simões, natural da Póvoa do Varzim, onde reside, mas depois vi que não ia resultar porque ele saiu de S. Vicente diazá.
    Mas onde andamos nós com a cabeça, que por momento algum nos perpassou que tinha de ser a campa de um latinista dos melhores?
    Parabéns à Ondina.

    ResponderEliminar
  23. Quanto ao Djosa de nha Bia, o melhor é larga'l da mom.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Disseram-me há bocado que ele estava junto ao Bar Lisboa a berrar: "É mim q'ganhá concurse, é mim, é mim!". Depois desceu a Rua de Lisboa, sempre aos gritos, e foi sentar-se num banco da Praça Nova com um cartaz a dizer "M'ta protestá! M'fui robóde na Concurse d'Praia de Bote". Estou bem arranjado com este tipo, estou, estou...

      Eliminar