sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

[1294] Concurso n.º 29 do Praia de Bote. Barcos, barcos e mais barcos...

"Gilica"
Em Cabo Verde houve um veleiro de madeira; houve outro electrónico: um terceiro era navegador; um quarto era risonho e havia ainda um que era rei. 

Adapte o que estes cinco barcos "eram" aos seus nomes verdadeiros, pela mesma ordem que aqui apresentamos. O concurso termina pelas 22h00 de amanhã, hora de Lisboa. Só vencerá quem acertar nos cinco nomes e não há ajudas.


Por exemplo, o barco era "passarão"
então...
"Passarão" - Gavião dos Mares

12 comentários:

  1. Se o Adriano não ganhar este concurso, irei imediatamente ao almirantado de Cabo Verde pedir para o demitirem do posto de almirante da cabotagem. Tenho dito!

    ResponderEliminar
  2. Ponho-me de antemão "hors concours". Mas isso não me impede de falar deste navizim irmão gémeo do "Bita" que apareceu em boa hora no Porto Grande, numa altura em que muita gente saia para o Senegal. De qualquer maneira; havia o passageiro legal o clandestino e... o clandestino/clandestinamente.
    Foi nesta casca de noz, num pequeno compartimento do porão (popa), que viajei a metade do percurso Mindelo-Dakar, como "hospede de honra" do maquinista, também irmão do proprietàrio/armador. Não vou aqui relatar a odisseia onde entra um litro do bom whisky velho porque jà se encontra no livro conhecido. onde se fala também de muita coisa, sobretudo da ùnica vez em que o Bana subiu ao palco interpretando o seu proprio papel.
    Obrigado pela lembrança e que o melhor ganhe o concurso.
    Braças e mantenhas.
    V/

    Em tempo: - Além do prémio oferecido pelo PdB, se o vencedor não tiver o livro dou um volume como prémio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Posso dizer que o prémio extra é mais que bom e melhor que óptimo!

      Braça agradecida,
      Djajck

      Eliminar
  3. E dess vez, m'ca ta dá palpite, não senhora.

    ResponderEliminar
  4. Djack, só agora me notifico deste concurso porque estive fora. Andei a passear à chuva (ela hoje caiu em Tomar), imitando o Singin’in the rain de Gene Kelly:

    I'm singing in the rain
    Just singin' in the rain
    What a glorious feeling
    I'm happy again
    I'm laughing at clouds
    So dark up above
    The sun's in my heart
    …………………………….
    Acalmados os fulgores catantes e dançarinos, telefonei para o Djosa de nha Bia, que por sorte estava sóbrio, e pedi-lhe para chegar à ourela do mar e convocar a alma dos navios da nossa memória. Ele não se fez rogado, mas sem lhe prometer antes umas rodadas de grogue no Boca de Tubarão. E ele então soprou-me ao ouvido:

    1º Carvalho;
    2º Maria Sony
    3ª Infante Sagres
    4º Novas de Alegria;
    5º Sal Rei.

    E ele depois rematou: Adrióne, se Djack ca ta creditá na nha palavra um ta passa’l um clapada quond’el saí de Cuptania.

    ResponderEliminar
  5. Creio que o vencedor está encontrado...

    ResponderEliminar
  6. Vou aguentar pelo horário de amanhã à noite, para ver se há alguém que responda melhor, isto é, da maneira que eu gostaria. Na lista adriânica há um veleiro que me oferece dúvidas, já que nunca ouvi falar dele. Mas se este estiver certo, é claro que o almirante da cabotagem é vencedor. Já agora pedia aos sábios do blogue que me confirmassem se todos aqueles navios existiram. Claro que não posso dizer onde está a minha dúvida, para salvaguardar terceiros. Percebem...

    Braça expectante,
    Djack

    ResponderEliminar
  7. Ah, existiu, existiu, Djack. E se quiseres até te posso fornecer dados sobre capacidade de carga, tipo de carga, forma de propulsão, velocidade, porto base, etc. E o nosso amigo Djosa de nha Bia está em palpos de aranha, num vaivém agitado entre o Plurim de Pexe e o Boca de Tubarão. Percebe-se bem, está em ressaca... a necessitar do grogue da recompensa final.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 1º Madeira = Carvalho
      2º Electrónico = Maria Sony
      3ª Navegador = Nauta (o que eu pretendia) / Infante Sagres (o do Adriano)
      4º Risonho = Novas de Alegria
      5º Rei = Sal-Rei

      Ora o Infante de Sagres (o Henrique) é de facto conhecido como o "Navegador", embora pouco tenha navegado. A Ceuta e pouco mais... Mas não há dúvida, pelo cognome. Ora eu preferia o "Nauta", mas o que eu prefiro é secundário em relação à verdade. E se de facto houve um "Infante de Sagres" (ninguém o negou e o Adri não mente), o Adriano é... é... é.... O VENCEDORRRRRRRRRRRRRRRRRR!!!

      Braça com o 16.º ramo de acácia
      Djack

      Eliminar
  8. Ora, Dajck, o Djosa está neste momento ao telefone a ler-me uma lista retirada de um livro em que figura o nome de Infante D. Henrique, tendo como porto base o da Praia, de carga mista, com 11,23 ton de capacidade de carga, e a motor. Ta tchgá?, pergunta ele. O Djosa de nha Bia disse-me ainda: Adrióne, quem foi navegador de navegador, pai de navegador? Claro, Infante D. Henrique...
    O Djosa já vai a caminho do Boca de Tubarão, mas desiludido de todo, gritando aos berros pela rua da Praia: ês concurse ca teve gent ta concorrê, ês concurse foi mesme mirióde. Cadê nôs Valdemar, cadê dotora Ondina Ferrera, cadê Liz Silva, cadê Nita Ferrera, cadê Iszê Lopes, cadê Zeca Soares, cadê tudo quis gent que ca crê bem remâ na nôs praia bnit..
    Pois é, agora quem é que o atura, Djack?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adri, m'ta concordá c'tude bô dzê. Ês tive mede, um mede danode d'morrê fogóde. Próximo vez m'ta fornecê bóia d'cambra d'ar pa tude munde.

      Braça marítimo,
      Djack

      Eliminar
  9. Parabéns ao vencedor!
    Uma ordenação fantástica dos barcos! Sem tirar nem pôr! Assim é que é!
    E sem tirar qualquer mérito ao ganhador - vidé a longa lista de palmarés com que se distanciou confortavelmente dos demais; exactamente a confirmá-lo - desta vez, não sei porquê, (talvez por se tratar de barcos) convenci-me de que o vencedor seria o Valdemar.
    Abraços
    Ondina

    ResponderEliminar