quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

[1404] Mais uma prenda, não há outro remédio, esta para o templário

O nosso templário, tendo sabido na hora que o concurso 33 estava aberto desde os primeiros minutos do dia (ou da noite passada), resolveu ir para vale de lençóis, deixando para hoje o desvendar da cifra igrejal. Quando acordou, já o Zito tinha rematado o concurso e conquistado o seu 10.º ramo de acácia. Bem feito, para o templário não dormir na forma. E agora, feito invejoso, está a insultar o avental que o Pd'B ofereceu ao friorento do vice-cônsul que está a morrer congelado no frigorífico de Tours. Pronto, OK, o Pd'B tem coração de açúcar e oferece-lhe um par de botões-de-punho para ele ir todo catita quando for convidado para o próximo juramento de bandeira do regimento caldense. Ou seja, dessa vez será ele a deixar a oficialidade a roer-se de inveja... Não é para todos!


1 comentário:

  1. Acreditem que aqui o homem se dà bem com o tempo frio porque sofre imenso com o calor abafado do interior que nada tem a ver com o tempo das ilhas. E é uma delicia saber que faz frio là fora que se està sob um 'edredon". Dizem que é uma forma de egoismo.
    Pior ainda de acreditar. O melhor prazer é estar atràs da janela e ver a chuva a "debangar" (um pingue um pote) caminho abaixo... Mas isso é compreensivel para o menino da terra seca.
    Mantenha
    V/

    P.S. - Na prôxima reunião anual da minha "Ordre Internationale des Anysetiers" vou, ostensivamente, mostrar as botões-de-punho nacionais.

    ResponderEliminar