terça-feira, 2 de junho de 2015

[1545] Um almoço, dois livros

Corria o ano de 1981, era ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal André Gonçalves Pereira e a 13 de Julho decorria uma bela almoçarada no Palácio das Necessidades, em honra do Exmº. Embaixador de Cabo Verde em Lisboa (primeiro, desde 1975), poeta Corsino Fortes, e esposa.

Dele, temos "A Cabeça Calva de Deus", D. Quixote, Lisboa, 2001, e ele possui um livro nosso, com dedicatória escrita no Palácio da Cultura (hoje de Ildo Lobo), Praia, exactamente em 4 de Abril de 2002.

Do almoço lisboeta, mais suculento, fica o convite; do dito dia, praiense, a foto regulamentar.


4 comentários:

  1. Penso que o Embaixador de Cabo Verde andou em apuros no almoço nas Necessidades. Com a ementa muito apetitosa, não sei como ele saiu porque é um vegetariano assumido, hà muitos anos. Jà para o livro autografado é outra coisa.
    Braça e mantenha

    ResponderEliminar
  2. Mas, mesmo com o recurso à ementa, lá estavam os cogumelos e os vegetais...
    A propósito de vegetarianos, sempre me interroguei sobre o farão eles com os dentes caninos!
    Braça com dente do siso,
    Zito

    ResponderEliminar
  3. Não deve ter havido problema de maior. Perante um almoço como o da ementa, há sempre um trabalho prévio que trata deste tipo de questões. Por exemplo, jamais se serve nas Necessidades uma refeição de porco a quem a não possa comer, por motivos de saúde ou religiosos. Esse tipo de "dramas" (tal como a dos vegetarianos) é sempre acautelado, não apenas aqui em Portugal como nos outros países. Digamos que esta era a ementa oficial...

    Braça diplomática,
    Djack

    ResponderEliminar
  4. Magrinho e de barriga lisa como está na foto, vê-se mesmo o efeito do vegetarianismo.

    ResponderEliminar