quinta-feira, 30 de julho de 2015

[1610] AquaFun, a nova Matiota, nasceu no Morrinho do Cavalo, em São Vicente

5 comentários:

  1. Pergunto a mim mesmo se um parque aquático numa ilha com praias para todos os gostos não será uma redundância...E se este investimento tivesse sido utilizado, por exemplo, para infraestruturar a Laginha, a única praia urbana da ilha?!
    Braça duvidoso,
    Zito

    ResponderEliminar
  2. Não percebi de onde vem a água. E se é água do mar, como provavelmente é, como chega à infraestrutura, caso não esteja mesmo junto ao mar?

    ResponderEliminar
  3. Aceito a dùvida do Zito , por isso, não comento por não ser contra iniciativas estudadas. Dai pensar que fizeram um estudo prévio. Vou à pergunta do Adriano. Não creio que seja àgua do mar; 1°) por estar a sete Kms da cidade (de praia não sei), 2°) se não for àgua doce o material não vai durar porque o salitre corroie velozmente.
    Fico aguardando para saber que espécie de àgua ali têm

    ResponderEliminar
  4. A infraestrutura levou vários anos a ser construído, e indignava a minha curiosidade em saber afinal o que se seria aquela construção naquele descampado, mesmo encostado naquele monte pedreira de Murrim D'cavol, onde se extraiu toda a pedra utilizada na construção do caís acostável nos anos 60.
    Localizada no lado direita da estrada cidade/calhau, para se ter acesso ao Parque tem de atravessar uma ribeira que tem na extremidade um grande Dique de retenção da água que vem do vale de Mato Inglês.
    De facto é de se louvar a capacidade imaginativa, a ousadia dos seus promotores, e se for bem gerido pode ser uma outra alternativa de laser para a população Mindelense. Se o empreendimento for bem sucedido, água não será problema porque ela existe no subsolo e tem um furo a cerca de 300 metros de distância, que só falta ser equipado.

    ResponderEliminar
  5. Queria dizer lado esquerdo da estrada cidade/calhau

    ResponderEliminar