terça-feira, 5 de abril de 2016

[2109] Bravo Giuseppe Frusoni, un vero intenditore di commercio!!!

Pegando no post anterior, e comparando os artigos da loja de Giuseppe Frusoni com os da do senhor Joaquim Rodrigues Lima, vemos que na do primeiro se vendiam "chapéus de palha e de pano para homem e senhora", ao contrários dos de feltro do concorrente... Sabedoria italiana, aqueles calores mediterrânicos... E aquele Cinzano... Consta até que o Adriano tem uma pena terrível de a loja já não existir, para lá poder comprar uns quantos pássaros para colocar nos milhares de ramos de acácia que tem armazenados em casa. Sempre ficavam mais agradáveis à vista e... ao ouvido.


2 comentários:

  1. Ahahahahah... Estás enganado, Djack, plantei as acácias num jardim atrás do meu prédio e elas são o regalo de inúmeros melros que nesta altura doo ano cantam todo o dia.
    Curioso, esta localização na rua Vasco da Gama, nº 2 e 3, corresponde a um espaço que era da minha avó (herança do pai dela, Alfredo Miranda), e onde o meu pai teve uma loja. Hoje é uma loja de chinês, das muitas que existem no Mindelo.

    ResponderEliminar
  2. Graças ao Signore Giuseppe tivemos o maior escritor do crioulo sanvicentino.

    ResponderEliminar