terça-feira, 12 de abril de 2016

[2134] Para pessoas como o Zito que andam sempre a esquecer-se dos números de telefone do Mindelo, inclusive do 271...


3 comentários:

  1. É bem verdade, meu amigo...Já não me lembrava desse numero e nem do meu me recordo...Mas, não deixa de ser estranho que, alem das Farmácias, do Hospital e outros, de interesse publico, o único de uma casa comercial citado seja, precisamente, o da Drogaria do Leão...

    ResponderEliminar
  2. No meu tempo posso dizer que não havia telfones. Nem bombeiros, nem socorros e os médicos não tinha esse apetrecho.
    Bolas !!!

    ResponderEliminar
  3. Isto tudo parece pouco números, denota a pacatez do tempo e do lugar. Mas para nós, isto já era um progresso significativo, pois o essencial da informação útil, para uma pequena cidade cuja vida girava em torno do seu pequeno, mas dinâmico centro, estava reunido nestes números. Contradiz uma certa gente que vem dizer que antes não havia absolutamente nada, era o deserto! É claro que por todo o lado o consumo dos bens básicos e os serviços eram limitados para uma ínfima minoria de cidadãos.

    ResponderEliminar