sábado, 13 de agosto de 2016

[2369] Michel de nha Maninha inaugura hoje uma exposição dos seus trabalhos na Galerie du Sud, Tours

Michel de nha Maninha, auto-retrato
A vasta e respeitada comunidade cabo-verdiana de Tours encontra-se em festa. Os residentes desta origem receberam pouco usual convite da mairie e do vice-cônsul Valdêmarrr Pêrreirra para a vernissage do jovem pintor (neto de cabo-verdiano de Mato Inglês, ilha de São Vicente, e senegalesa de Dakar, ambos radicados em Tours há 55 anos), na Galerie du Sud. Monsieur Valdêmarrr é autor do prefácio do catálogo deste artista da nova vaga, de terceira geração de nacionais do arquipélago, resultantes da diáspora. Michel de nha Maninha, autodidacta de reconhecidos méritos aclamado pela crítica da especialidade, começou a pintar na Rua da Praia e hoje tem obras espalhadas pelos melhores museus e colecções privadas de todo o mundo. Os seus quadros versam temas locais de São Vicente, retratados com grande sentido plástico, traduzido numa paleta de cores quentes e emotivas, baseadas num profundo conhecimento da alma creoula. A não perder, hoje, pelas 21h00, na rue de la Mairie, junto ao Quai de la Loire, à beira do rio. Amanhã, pela mesma hora e também na Galerie du Sud, Monsieur Valdêmarrr proferirá uma palestra sob o título "Aux temps du théatre au Castilho". Prevêem-se grandes enchentes e engarrafamentos, pelo que se solicita aos patrícios que não levem voiture e se dirijam ao Quai de la Loire em transportes públicos.

Bar "Boca de Tubarão", Rue de la Plage, Mindelo

 Tour de Belém et Plage des Bateaux, Mindelo

 Mindelo, vieille maison, près de l'église

 Mairie du Mindelo

Église de Notre-Dame de la Lumière, intérieur

2 comentários:

  1. Sabendo tratar-se da terra da Cesària, que aqui esteve duas vezes (300 pessoas e 1.000 pessoas), e que so por falta de tempo não houve reprises, muita gente vai aparecer durante estiver a Expo. Podem crer.
    O tal de vice-cônsul està na "retraite" e não vai estar muito tempo.

    ResponderEliminar
  2. O vice-cônsul está de retraite mas o nosso amigo Luiz convocou toda a comunidade cabo-verdiana residente a estar presente no evento.
    Entretanto, em Tomar, através das secretas ligações da Ordem do Templo (O tanas se pensavam que Felipe IV, o Belo, os silenciou de todo), tive conhecimento de que o pintor vai fazer uma exposição na cidade templária portuguesa. Cá o espero.

    ResponderEliminar