segunda-feira, 19 de setembro de 2016

[2443] Nas vésperas das comemorações do I centenário do ensino secundário de Cabo Verde, Pd'B oferece mais um contributo para a sua história

Foi em 1933, embora a notícia só se tenha sabido na América em 6 de Janeiro do ano seguinte. Criado pela Lei n.º 701 de 13 de Junho de 1917, o liceu passou a chamar-se de Infante D. Henrique após publicação do Diploma Legislativo Colonial n.º 92 (que tinha força de decreto) de 15 de Janeiro de 1926, assinado pelo Presidente Bernardino Machado e pelo ministro das Colónias Ernesto Maria Vieira da Rocha. Como curiosidade, este era natural de Évora e... membro da maçonaria (ou maçong, como se diz na ilha de São Vicente).

Bernardino Machado e Vieira da Rocha

1 comentário:

  1. É significativo este relato que nos relembra o espírito de solidariedade que sempre predominou em Cabo Verde. Que o Gil Eanes se torne palco de iniciativas nesse sentido é algo de sublime e altamente pedagógico.

    ResponderEliminar