segunda-feira, 26 de setembro de 2016

[2509] Ideias antigas para o Porto Grande. Estas, de Abril de 1938


2 comentários:

  1. Uma evidência da importância estratégica geopolítica do Porto Grande. É o que escrevi ontem Cabo Verde que poderia estar condenado a afundar-se no meio do oceano desde que perdeu todo o seu interesses estratégico com a perda do Império português da Ásia e do Brasil e o fim do comércio triangular associado ao comercio de escravos entre África e a América...No início do do século XIX reaviva-se o interesse pelo arquipélago dada a sua posição estratégica no Atlântico. O aliado Britânico entra em negociação com Portugal para a sua cedência para o apoio à sua frota comercial e militar que cruzava os oceanos em apoio ao seu vasto império. Este escolhem o Porto Grande de S. Vicente, uma ilha quase deserta, para estabelecer a sua base. No século XX Portugal a partir dos anos 40 reforça a sua presença com o exército e a marinha na defesa do território até a sua cedência ao paigc

    ResponderEliminar
  2. Desconhecia este texto do general João de Almeida. Ontem como hoje, a evidência é só uma. Dizia o artigo do jornal O Século (post seguinte) que S. Vicente e o seu porto é que deviam ser o fulcro da política de fomento e de toda a política económica para a colónia. Desde logo, sobressaía uma visão correcta do futuro, em que o meio marítimo era o factor determinante da estratégia política e económica. Isto continua tão válido e tão actual como outrora o foi. Só não o entende quem passou a governar no pós-independência, preferindo uma visão arcaica centrada numa ilha agrícola. Haja Deus!

    ResponderEliminar