terça-feira, 4 de julho de 2017

[3040] Grog é bom, mas só quando bebido com moderação. "Menos álcool, mais vida"

Ver AQUI

5 comentários:

  1. Não encontro palavras para comentar este artigo. O que se passa é sumamente triste

    ResponderEliminar
  2. Um problema grave a adicionar à qualidade do produto que se ingere. Nte-se que o alcoolismo sempre foi um problema mas agora tomou proporções a tal ponto da presidência tomar uma iniciativa de combate à 'epidemia'.
    Portanto isto tudo tem a ver com a decadência da sociedade caboverdiana, a perda de valores. Quem são os culpados. Todos

    ResponderEliminar
  3. Bem, dou um conselho aos beberrões.
    De certeza que não gostam mais de grogue do que o rapaz Adriano. Mas façam como eu, levo cerca de 3 anos para beber uma garrafinha de 0,75L. É quando faço anos, é quando a minha mãe fazia anos, é quando as minhas filhas fazem anos, é quando o Benfica ganha campeonato, e é quando recordo aquelas ladeiras de S. Antão pejadas de cana sacarina.
    É a única maneira de o apreciar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apoiadíssimo! Por cá, acontece o mesmo. A garrafa milagrosa do Germano ainda tem grog e eu de facto bebo dela. Comedidamente, claro, mas nunca mais fica vazia. Já está para aí há uns 15 anos na minha mão. E uma outra do MB-S continua selada. Pelo meio, surgiu um terceira, picnim mas que ainda tem para um cálice.

      Braça com gosto e moderação,
      Djack

      Eliminar
  4. Ah, acabo de beber meio cálice para comemorar o sucesso da Manif em S. Vicente.

    ResponderEliminar