quinta-feira, 12 de julho de 2012

[0208] CONCURSO 1 - RESULTADO

O Concurso 1 saldou-se por um estrondoso fracasso. Ninguém conseguiu identificar o comandante Cristiano José de Senna Barcelos (1854-1915), capitão-de-fragata da Armada portuguesa nascido em Cabo Verde. Militar, escritor e cartógrafo, foi autor do clássico "Subsídios para a História de Cabo Verde e Guiné", Tipografia da Academia Real de Sciencias de Lisboa, 1899 (reedição pelo Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro, Praia, 2003). O guru da história da imprensa e da genealogia cabo-verdiana, João Manuel Nobre de Oliveira já lhe chamou "o maior historiador  de Cabo Verde de todos os tempos". Tem nome de rua no Mindelo.

Seguem links que dão mais informações sobre a vida e bibliografia do comandante.
Obras digitalizadas:
Clique aqui
Biografia sumária:
Clique aqui
Bibliografia:
Clique aqui

Veremos como se sairão os nossos leitores da próxima vez...

  PRAIA DE BOTE APENAS COMENTA POSTS DE BLOGUES QUE COMENTAREM OS SEUS

4 comentários:

  1. Encontrar... encontrei. Só que não quis copiar o escrito por João Nobre de Oliveira em cuja obra passei a conhecer os dados bogràficos (e não só...) de uma figura que já conhecia no mais ou menos.

    Confesso que até os meus 21 anos, ocupado com outras coisas, não tive acesso a tudo quanto queria embora assíduo da Biblioteca Municipal. Fosse hoje, com tudo quanto se tem à mão nomeadamente a internet com os fantásticos blogs -(v.g. Praia de Bote) outro galo cantaria. Talvez tivesse encontrado um meio de ficar no meu Mindelo com o que foi minha paixão contrariada. Mas não me arrependo de absolutamente nada pois não sei se chegaria aos calcanhares de quem deu galões e fama internacional ao teatro cabo-verdeano.

    Assim, estar fora fisicamente e viajar por minha terra com referências como esta vale a pena.

    Então, embora seja um martírio a cada vez, não deixo de trautear "Sodade, sodade desse nha terra Cabo Verde".
    Mantenha e um braça pa cada um.

    ResponderEliminar
  2. Tinha enviado um texto que desapareceu. Nele infirmava que Sena Barcelos foi um antecessor do pai do Djack como capitão dos portos de Cabo Verde cerca de 1895- 99.

    João Nobre de Oliveira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ná ná, o meu pai foi Patrão-Mór, pois era sargento da Armada; o lugar de Capitão dos Portos vencia oficial com o posto de capitão-tenente. Sei de memória os nomes dos dois que conheci, José Manuel Torres Grincho (o que lá estava quando chegámos)e José Agostinho Frederico Figueiredo Pacheco Teles de Sousa Mendes (o que o substituiu). Ambos foram estimados pelos subordinados.

      Braça,
      Djack

      Eliminar
    2. E a tua resposta não desapareceu. O que acontece é que não a lançaste neste post mas sim no anterior: o [0207].
      Grande abraço,
      Djack

      Eliminar