segunda-feira, 13 de maio de 2013

[0453] Verde... ou não?

O postal é uma alegria de cor. Porém, falsa, em relação à realidade da nossa ilha!... Falsidade aqui não do "dono" do PRAIA DE BOTE, como no caso do outro dia, mas do autor do colorido sobre o preto e branco da imagem. Já era possível fazer estas habilidades, pintando à mão os originais p&b - o que dava maior beleza aos postais ilustrados, mas que o emissor da mensagem dava como grande aldrabice junto da pessoa a quem enviava o postalinho. Uma delícia de diazá que oferecemos aos nossos visitantes. E com a particularidade de mostrar... a sempre amada Praia de Bote.


"O pintor, para ser agradável ao coleccionador, semeou uns verdes que não existem, a não ser alguns dias depois de chover" escrevia de S. Vicente o Sousa (?) para o seu amigo ou familiar António Augusto, que residia numa morada próxima da Praça do Príncipe Real. Isto, em 1907, à beira do fim da monarquia, com o Rei D. Carlos ainda vivo...


3 comentários:

  1. Eu também penso que o pintor ajuntou aquele verde.
    O Monte Verde esta um pouco modificado. Veem-se bem os cais onde as lanchas iam-se carregar de carvao para depois irem levar aos barcos ancorados ao largo.A P.B. distingue-se bem. Nota-se que talvez naquele tempo nao havia uma estrada que ia para o Monte Verde. Um abraço Fernando

    ResponderEliminar
  2. A preto & branco, a sépia, colorida, Mindelo é única, mesmo que a relva fosse encarnada, o mar amarelo e o ceu magenta...Mindelo é como aquelas moças a quem qualquer roupinha fica bem!

    ResponderEliminar
  3. É de facto interessante ver como o nosso emissor, o senhor Sousa(?), se centra na pintura do postal - que deve ter uma versão a preto e branco (verei se a encontro) - para fazer ver ao amigo na Europa que a ilha não é bem assim e que não tem aquele aspecto idílico, excepto a seguir à época de azágua.

    Braça com salpicos,
    Djack

    ResponderEliminar