domingo, 5 de janeiro de 2014

[0675] A Rua Senador Vera-Cruz e as suas placas toponímicas

Foto Joaquim Saial
Os que por lá passaram e passam, os que lá moraram e os que ainda lá moram, estão fartos de ver as placazinhas de fundo preto com letras brancas, indicando a Rua Senador Vera-Cruz. O lettering das mesmas parece relativamente moderno - quando o dizemos, apontamos no entanto para algumas boas décadas, remontando em princípio a antes da independência. Porém, talvez mais recentes que a da Avenida da República, esmaltada, patente quase em frente à Torre de Belém. Bem, é difícil definir a datação que apenas investigação mais apurada poderia deslindar. O que é certo é que numa das quatro sessões da Câmara Municipal de São Vicente realizadas entre 14 de Maio e 11 de Junho de 1914 foi autorizado  o pedido a Lisboa de três tabuletas com o letreiro "Rua do Senador Vera-Cruz". O "do" não surge nestas que vemos nas imagens, pelo que o mistério mais força dá a ter havido outras antes, encomendadas à capital do Império. Mas, de facto, o senador merecia o gasto.

Foto Joaquim Saial (pormenor da anterior)
E sabiam os nossos leitores que Francico da Silva Marçal (será o da padaria?), com casa ali perto, teve autorização da CMSV, por esta mesma altura, para fazer um segundo andar no seu prédio da Rua de Lisboa? Pois é verdade mas também é verdade que por hoje já chega de "novidades" antigas do Mindelo.

1 comentário:

  1. Posso estar enganado, admito, mas penso que a toponímia correcta tem de elidir o "do". É regra assim em todo o lado. A introdução do "do" pode ter sido por uma distracção. Ainda bem que corrigiram.

    ResponderEliminar