quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

[0686] Notícias do Tarrafal de São Nicolau

Requalificação do Largo do Cimentinho

Colocação da primeira pedra
Orçada em um milhão de escudos e totalmente financiada pela Câmara Municipal, a requalificação do Largo do Cimentinho vai durar cerca de 45 dias. As obras já estão em curso.

O Presidente José Freitas de Brito lançou esta manhã as obras de requalificação do Largo do Cimentinho, no centro do Tarrafal, uma das zonas mais emblemáticas desta urbe. A obra tem a duração de 45 dias e será desenvolvida e fiscalizada pelo Gabinete Técnico e Fiscalização da Autarquia.

O projecto de requalificação do Largo do Cimentinho consta do Plano de Actividades para o presente ano aprovado em Dezembro pela Assembleia Municipal mas não conta com o aval da oposição, PAICV, que votou contra os instrumentos de gestão.

Ao lançar a obra, esta manhã, o Edil José Freitas de Brito alertou para a necessidade de se cumprir o prazo definido.

Projecto de requalificação do Largo do Cimentinho
Esta requalificação, orçada em um milhão de escudos, é 100 por cento financiada pela Câmara Municipal, no quadro da sua política de investimentos.

O projecto foi concebido pelo Arquitecto Valério Martins, a convite da Câmara Municipal.

Durante as obras, o trânsito nessa zona será condicionado pelo que a Câmara Municipal agradece a boa colaboração dos condutores e das pessoas. Em alguns momentos será necessário mesmo a interrupção do trânsito.

Vencedor do concurso Símbolos Heráldicos conhecido no dia 21, próxima terça-feira

A comissão que trata este dossiê esteve reunida na passada sexta-feira para apreciar as propostas de criação dos Símbolos Heráldicos do Município do Tarrafal. O Júri, formado por cinco pessoas, foi presidido pelo artista plástico e docente universitário Leão Lopes.

Segundo informações do Vereador Adildo Soares Gomes que representa a Câmara Municipal na comissão que analisa as candidaturas, a proposta vencedora para a criação dos Símbolos Heráldicos já foi escolhida mas ainda não foi revelada. Uma situação justificada por “questões internas e de verificação da autenticidade”, explica o Vereador.

A comissão recebeu apenas três candidaturas: um dos candidatos é residente no Tarrafal e restantes dois vivem na emigração.

O Júri foi presidido pelo artista plástico e docente universitário Leão Lopes, e integrado ainda por mais quatro pessoas. Para além do Vereador, a equipa foi ainda integrada pelo historiador José Manuel Ramos, pelo arquitecto Valério Martins e pela socióloga Sulamita Silva.

A revelação da proposta vencedora será feita na próxima terça-feira, dia 21, através do site e Facebook da Câmara Municipal.

Sem comentários:

Enviar um comentário