quinta-feira, 28 de maio de 2015

[1533] Em Almada: Alentejo e Cabo Verde, cante e morna, juntos e ao vivo

Ver AQUI e AQUI


3 comentários:

  1. Deve ser bonita a conjugação: Cante e Morna. As minhas felicitações aos Organizadores, em especial ao nosso caro e ilustre Djack.

    Abraços

    Ondina

    ResponderEliminar
  2. Antevejo o quão interessante será esta iniciativa musical. Ambos os géneros se definem pela nostalgia impregnada na melodia e pelo lento desfiar do sentimento. O cante inspira-se na lonjura da planície e a morna na imensidão do mar, onde a voz da alma ecoa procurando o elo entre o ser e o espaço infinito.
    Parabéns ao Djack por mais uma vez presente.

    ResponderEliminar
  3. Abordagem literária, sobretudo, para um público pouco conhecedor dos meandros mornísticos, por alguém que não é especialista mas "pessoa de boa vontade". E que já ouviu e leu muito sobre a música mais emblemática das ilhas de Eugénio Tavares e B. Léza - para não falar de uma infinidade de outros igualmente importantes, músicos e intérpretes.

    Braça cesarística,
    Djack

    ResponderEliminar