sexta-feira, 31 de julho de 2015

[1612] Quando para se ter água se fica sem água... Agricultores de Tabugal estão desesperados

Os agricultores do Tabugal estão desesperados e pediram ajuda à Câmara Municipal de Santa Catarina. É que, desde há três anos a esta parte, com a construção da Barragem do Saquinho, deixaram de ter água nas suas terras.

O poço a que tinham acesso para a rega ficou tapado desde a construção da infraestrutura o que os impede de cultivar as terras e garantir o sustento de suas famílias. São precisamente 243 agricultores prejudicados e, tendo em conta os agregados familiares, serão perto de mil pessoas que viram a sua situação social degradada.

Tubugal é uma zona de regadio e, desde a construção da barragem, o acesso da estrada foi também cortado, o que impede os agricultores de recorrerem a outros canais de mobilização de água, o que aumentou a sua indignação. Aliás, no período que antecedeu o avanço da obra nenhum deles foi contactado pelas autoridades, nomeadamente pelo Ministério do Desenvolvimento Rural (MDR). Ministério – diga-se – que se tem mostrado incapaz de dar uma solução ao problema. A Ministra (ao que nos dizem os agricultores) empurra para a delegada do MDR em Santa Catarina e esta, por sua vez, empurra para os serviços centrais do ministério.

A Câmara Municipal tem vindo a ajudar no que pode, nomeadamente, com o Presidente Francisco Tavares a mover alguma influência junto dos Órgãos de Soberania, de que resultou uma audiência concedida pelo Chefe de Estado aos agricultores na última quarta-feira, 29 de Julho.

Desta feita, os agricultores pediram-nos para disponibilizar espaço para uma Conferência de Imprensa e convocar a Comunicação Social para a próxima terça-feira, 4 de Agosto, às 11h00, na Sala de Reuniões da Câmara Municipal.

António Alte Pinho

2 comentários:

  1. Compreendo os desespero da gente de Tabugal que foram sacrificados.
    Ê um caso de revolta.

    ResponderEliminar
  2. Então tem de se concluir que a construção dessa barragem de Saquinho não foi precedida de um conveniente estudo de impacto.

    ResponderEliminar