segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

[1889] O enterro do Carnaval do Mindelo, em imagens de Zeca Soares

E tal como o Zeca diz, o enterro parte da Laginha para a velha Alfândega, junto à Praia de Bote, e não para o dezóit dôs ote...





5 comentários:

  1. Com todo o respeito pelos Carnavais de Santo Antão e S.Nicolau, isto so sucede em dois lugares do Planeta - Rio e Mindelo -, ambos banhados pelo Oceano Atlântico.
    Até o ano proximo em Soncente.

    ResponderEliminar
  2. De facto, o espírito de Carnaval é genuíno no mindelense! Não há igual, nesta ilhas. Tal como disse Valdemar, peço que também me relevem os de São Nicolau,pois que se dizem pioneiros do carnaval nestes pedaços de chãos ilhéus. Vejam a cerimónia do enterro! As fotografias, "falam" ahahah! Só em Mindelo!...
    Abraços, já agora, quaresmais
    Ondina

    ResponderEliminar
  3. Apenas uma achega para melhor compreensão.
    A Laginha é uma etapa a 900 metros do local da cerimonia e do ritual fúnebre, que é outra história.
    Na realidade o cortejo parte da Ribeira Bote mais precisamente Ilha da Madeira, sobe a avenida do Fonte D'ines, Cruz jon Évora, Fonte meio, Madeiralzinho, contorna o alto do quartel Militar, desce na avenida dos Chã de Alecrim, e o resto esta nas Fotos.
    Mas uma coisa é ver fotos, outra coisa é sentir a multidão, a alegria, a vibração contagiante das pessoas, que a gente fica parva, e pergunta, ... mas o que é isto?? .. e porque?? Até turistas brancos e Chineses estão entre a multidão pintados de preto.

    Um Abraço Mandinga

    ResponderEliminar
  4. Se as fotos do Zeca Soares são elucidativas, estas suas palavras são um rico complemento. Às vezes pergunto-me por que desígnio do destino a gente do Mindelo é assim tão diferente no contexto da silhas. Percebe-se que o testemunho não vai ficar por aqui, vai crescer continuamente e a onda será alterosa. Mas faço ardentes votos por que essa onda surja também para que possamos surfar outros desafios: o do desenvolvimento e crescimento para que haja pão e segurança para todos.
    Quanto ao Zeca, volto a pedir: apareça, apareça sempre!

    ResponderEliminar
  5. Só desejo que não o enterrem muito fundo para que não seja dificil recupera-lo, de aqui a um ano!
    Braça de cinzas,
    Zito

    ResponderEliminar