terça-feira, 14 de junho de 2016

[2202] Relações do Mindelo de São Vicente de Cabo Verde com o Mundo



8 comentários:

  1. Oh tempo, volta pa traz !!!

    Pelas datas (carimbos postais) pode-se dizer que são descendentes dos das Forças Vivas. Sodade, sodade !!!

    ResponderEliminar
  2. Quando, em 1977 abandonei S.Vicente, a empresa M.Ribeiro de Almeida, Lda. já não existia e as instalações já eram propriedade da Adega do Leão (Nunes Leão & Cia. Lda). Conheço a situação pois estive três meses, emprestado pela Drogaria do Leão, no 1º andar da empresa, ao lado do Banco, a actualizar a contabilidade da Adega atrasada três anos!!! Lembro-me até que, no rés-do-chão, ainda estava, por desembalar, uma máquina de fazer batatas fritas às rodelas que, segundo creio, nunca chegou a funcionar...Estranho, pois, este envelope da firma, com data de 1978!
    O outro, era do meu grande amigo Julio Simas Vera-Cruz (Julim de Siminhas), bon-vivant, adorador de chocolate e do Benfica que, infelizmente, se passou, prematuramente...
    Era, tudo, gente boa!
    Braça saudoso
    Zito

    ResponderEliminar
  3. Eu bem digo que ver uma imagem é olhá-la, mas ninguém me acredita...

    A data nunca poderia ser a de 1978 (Cabo Verde já independente) com um selo da série Ceres, emitida entre 1912 e 1931. De facto, é preciso ver com atenção mas estes dados da série e do selo remetem logo para 1928, com a casa que conheci pegada ao BNU talvez no seu início ou relativamente perto dele.

    Braça filatélica,
    Djack

    ResponderEliminar
  4. Também estranhei o carimbo ser de 1978 mas, mesmo à lupa, não consegui vislumbrar o 2...Nem todos temos olhos de falcão!
    Braça embaraçado,
    Zito

    ResponderEliminar
  5. Por essas e por outras, procuro sempre a colaboração do satélite americano ZX45-alfa B. Por cada 24 horas de utilização, um quilo de cimbrom.

    Braça visualizadora,
    Djack

    ResponderEliminar
  6. Eu, Adriano, mindelense residente nesta cidade templária que é Tomar, "visualizo" num dos selos de Cabo Verde três cavaleiros templários, ou seja da Ordem do Templo, ou, mais actualizadamente, da Ordem de Cristo. Alguém pode confirmar ou refutar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confirmo, sim senhor. São três "cavaleiras templárias" da Cruz Vermelha de Cabo Verde fundada pelo Dr. Aníbal Lopes da Silva. Não sei é onde era o castelo delas mas de certeza que no seu interior havia macas, ligaduras, hipodérmicas e outros materiais clínicos destinados à guerra contra a doença.

      Braça com seringa de agulha afiada,
      Djack

      Eliminar
  7. Lembro-me da loja M.Ribeiro de Almeida, tinha muita qualidade, era simplesmente diferente das outras.

    ResponderEliminar