domingo, 2 de outubro de 2016

[2546] Em Cabo Verde, há Alfândega!

Quando a Ondina regressar a Cabo Verde com um colar de diamantes Dior e seis casacos de vison na bagagem  para os rigorosos frios das noites cabo-verdianas ou o Zito for dar uma passeata a São Vicente com uma dúzia de garrafas de gin no troley, estejam a pau que Cabo Verde tem Alfândega!... Não queiram ser caçados no aeroporto com mercadorias ilegais.

Isto, para não falar do nosso amigo Adriano que quer ir plantar os seus 30 ramos clandestinos de acácia na Ribeira de Julião...

Ponham-se a pau, ponham-se mesmo a pau...


3 comentários:

  1. Ahahah! Maravilha! Ter um colar de diamantes! Casaco de vison dispenso pois a cidade da Praia é tórrida! Agora o colar até era capaz de me dar jeito... não só para desviar a atenção do meu rugoso pescoço, mas também, e sobretudo se por perto estiver uma casa de penhora...

    ResponderEliminar
  2. Ahahahaha... Djack, olha que a Ondina já está em Cabo Verde e não consta que tenha tido problemas com a alfândega. O que consta é que mal saiu do recinto da alfândega foi acompanhada de 12 guarda costas armados até aos dentes. Se em direcção a casa ou a um prestamista, isso é que desconheço.
    No que a mim diz respeito, não sei, Djack, como adivinhaste que eu já encomendei um terreno na zona do Lameirão para plantar as acácias. O Djosa de nha Bia é o meu elemento de ligação, pessoa em quem confiei depois de me garantirem que há 2 anos que não entra no Boca de Tubarão. E além disso está a frequentar ensino universitário nocturno, tendo como um dos professores um descendente do saudoso Alfredo Brito, ao que parece para arranjar um canudo de advogado ou de notário.

    ResponderEliminar
  3. Não acredito que seja necessário levar Gin para Soncente, a menos que já não haja gente de gostos refinados na ilha ou limonzin verde de Guiné...
    Braça sedento
    Zito

    ResponderEliminar