quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

[2853] Prometido é devido

Aqui está uma amostra do folheto editado no Mindelo em Maio de 1913, assinado por grandes figuras das "forças vivas" locais, sobre a candente questão Blandy. Note-se que, para além do inicial Ex.mo Snr. (o ministro das Colónias, Artur Rodrigues de Almeida Ribeiro, 1865-1943, ministro de 9.1.1913 a 9.2.1914), a única palavra a negrito é o final fóme (sic). Isto era num tempo de homens de barba rija, comos quais não se brincava e que defendiam a sua terra contra tudo e contra todos, internos e externos.



2 comentários:

  1. Esses é que marcaram Cabo Verde. Eram tidos e havidos até no Governo Central. Não havia ferry's, nem a internet mas via o "tititi-tatata" dos correios os as cartas desassombradas. Eram mesmo Forças Vivas que mexiam de imediato.

    ResponderEliminar
  2. Fico satisfeito de ver dois nomes que me são muito próximos entre os subscritores desta desassombrada carta: o meu bisavô Alfredo António Miranda e o primo Augusto Miranda. Direi mesmo que sinto um frémito de emoção. Grandes cabo-verdianos, estes, assim como outros seus contemporâneos!

    ResponderEliminar