quarta-feira, 5 de julho de 2017

[3049] São Vicente: saltou a rolha à garrafa de champanhe. Será desta q'Monte Cara ta cordá?

3 comentários:

  1. Que isto seja o prelùdio de uma outra forma de Cidadania. Noutros tempos o Povo mindelense se levantou sempre que foi necessàrio. Porque não recomeçar agora para a defesa de Todas as Ilhas?

    ResponderEliminar
  2. Depois de mais de uma décadas passada do desencadeamento do Movimento que v (mesmo antes de Ademos) que inicialmente contava com meia dúzia de pessoas, na diáspora, enfim está-se a produzir os primeiros frutos na cidadania em SVicente. Pela 1ª vez em 40 anos a cidade enche numa luta pelos seus direitos, sem que houvesse intervenção policial para reprimir. A democracia, mesmo frágil, tem as suas vantagens. Neste momento o amigo Zito Azevedo e o Zizim estariam todos satisfeitos, mas estão nos céus a ver esta movimentação, quiçá a incentivá-la. Mas a procissão ainda está no adro. Apesar do projecto de Regionalização em cima da mesa há muita coisa que foi atirado para debaixo da mesma. Esta manifestação neste sentido foi boa, apesar de ser tido mais uma de denúncia, um protesto.

    ResponderEliminar
  3. Foi um grande acontecimento cívico, em que o povo da ilha deu uma soberba lição de cidadania, disciplina e moderação na expressão do seu descontentamento pelo rumo que a ilha leva.

    ResponderEliminar